O regresso ao Tio Pepe

Conta o Leitor

autor

Escritor

contactarnum. de artigos 420

Manuel Correia

Por entre ruas estreitas vou andando à procura de estacionar o automóvel. É hora de almoçar. O sol ilumina a paisagem sem que uma única nuvem o oculte. A brisa do mar é fresca e de certo modo sinto a necessidade de vestir um casaco leve. Sim é verão, mas junto ao estuário do rio Cávado na linda Vila de Fão, o tempo tem destes caprichos! Estacionei o automóvel e, decidi almoçar num restaurante de um velho amigo. Já tinha saudades de almoçar no Tio Pepe. Entrei e de pronto um empregado bem vestido como mandam as boas práticas da restauração, me conduziu para uma mesa junto à churrasqueira. Sentei-me de frente para a minha esposa e o clima foi se apoderando de nós.

Enquanto saboreava uma salsicha criolo grelhada, olhava para a churrasqueira e imaginava o pai do meu amigo, o tio Pepe como eu o tratava e, lá estava ele com o seu sorriso a grelhar as famosas costelinhas, os bifes e os peixes frescos. Eu, via naquele espaço dois restaurantes: o do pai e o do filho. O do pai, o Tio Pepe, um restaurante rustico, com o sabor especial de um bom grelhado, com animação do Tio Pepe na churrasqueira. O de agora, do filho, um restaurante com classe, com grelhados fantásticos, um atendimento especializado e uma churrasqueira no mesmo local, mas agora rodeada de vidro para que o fumo não perturbe as magnificas refeições que ali se podem saborear!

O sorriso da minha esposa acompanhava o sabor da nossa refeição, pataniscas com arroz de feijão, uma refeição caseira, com a medida certa de quem gosta de comer e não encher.
Na rua, os turistas olhavam o menu colado na porta de entrada e, de mansinho iam entrando neste espaço de culto degustativo. A sala foi enchendo e os sorrisos de quem tomava o café para finalizarem o almoço eram de quem estava satisfeito e com vontade de voltarem mais tarde ao mesmo lugar: o restaurante Tio Pepe.

Na churrasqueira as brasas continuavam a ser consumidas e o frenesim de carnes e peixes grelhados eram encaminhados para as mesas. Mas eu continuava a ver as mãos do Tio Pepe a guiar as mãos o churrasqueiro, como se fosse uma marionete controlada por fios vindo do céu!
O cheiro das costelinhas assadas, que passavam mesmo ao meu lado abriram-me o apetite para que da próxima vez que voltasse fosse esse o prato escolhido. Mas agora a escolha das pataniscas e do arroz de feijão era a que já tinha feito e, no prato só restavam uns poucos de feijões e alguns grãos de arroz, pois as pataniscas desapareceram num ápice, estavam deliciosas!

O empregado de mesa mostrando a sua eficácia foi levantando os pratos juntamente com os talheres, o passo seguinte era comer uma sobremesa. Confesso que estava indeciso e foi pedindo sugestões ao chefe de mesa. Relatou-me uma variedade de sobremesas, todas elas apetitosas. Fiz um compasso de espera e olhei para a minha esposa, e, perguntei-lhe qual ia escolher, ela optou por uma tarte de maçã coberta de molho de caramelo.

Acabei por pedir duas, sem saber o que me esperava! Depois de cinco minutos a tarte de maçã estava na mesa, o seu aspecto era um bom pronuncio. Dei a primeira garfada e lentamente fui saboreando, a minha esposa fez o mesmo. Hum que bom! A minha esposa estava como eu sentindo o prazer de saborear algo que nunca tinha sentido, um mundo novo que se abria nas papilas gustativas! O café acompanhar dava o toque final numa refeição memorável.
Paguei e voltei a olhar uma última vez para a churrasqueira e o Tio Pepe sorriu feliz e orgulhoso pelo filho que soube seguir o seu caminho levando os ensinamentos do pai.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Conta o Leitor

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia