As Bibliotecas e a divulgação da obra de artista

Voz às Bibliotecas

autor

Rui A. Faria Viana

contactarnum. de artigos 5

As Bibliotecas Públicas, enquanto espaços culturais de excelência, desenvolvem variadas actividades próprias de um serviço público que tem por finalidade facilitar o acesso à cultura, à informação, à educação e ao lazer, contribuindo assim para elevar o nível cultural e a qualidade de vida dos cidadãos. Nesta perspectiva, são inúmeras as realizações que pretendem criar condições para a fruição da criação literária, científica e artística facilitando o desenvolvimento da capacidade crítica do indivíduo.

No campo da criação artística, de salientar a divulgação e a promoção da ilustração enquanto actividade associada à edição literária. Por isso, a obra de artista, de reconhecido valor, publicada em livros, jornais e revistas por editoras e instituições nacionais e estrangeiras, é o tema que está na origem do desenvolvimento de um projecto de exposições, designado de “Exposição de Obra Gráfica”, que tem merecido grande destaque na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.

Iniciado em Maio de 2013, com a exposição “Diários de Sombras” do artista Tiago Manuel, este projecto continuou em Janeiro de 2014 com a exposição “Domador de Imagens” de João Fazenda, em Julho do mesmo ano, com “Desenhos atrás do Espelho” de André Carrilho, em Janeiro de 2015 com “História natural com parafusos” de Luís Manuel Gaspar, em Julho com Cristina Valadas e a mostra designada “Vida desenhada à mão”, em homenagem a Luísa Dacosta, em Janeiro de 2016 com João Vaz de Carvalho e a exposição “Ver com o desejo”, e, em Julho, Isabel Baraona com uma mostra da sua obra numa exposição intitulada “A mão que desenha escreve a palavra”.

Em Janeiro, a inic

iar este novo ano, inaugurou-se mais uma exposição dando-se, assim, continuidade a este projecto trazendo até Viana do Castelo o artista Miguel Rocha numa mostra intitulada “Liberdade com legendas” que, à semelhança das anteriores, apresenta o essencial e o mais significativo da obra produzida por este ilustrador.

Podendo considerar-se já como um ciclo voltado para a obra de artista, com duas exposições anuais, este projecto tem-se evidenciado pela sua coerência e, também, pela sua consistência (com oito exposições já realizadas) que se reflecte não só na sua estrutura como também nos próprios catálogos. De salientar, também, que a direcção artística e a coordenação destas exposições são da responsabilidade do artista Tiago Manuel, o que por si garante a elevada qualidade do certame e a relevância dos autores.

O êxito até agora alcançado, advém não só da qualidade dos artistas e da obra exposta, mas também, da enorme receptividade por parte do público, em especial ligado às artes. Motivado pela atractividade gerada pelas imagens construídas pelos diferentes autores/ilustradores, que associadas ao texto ganham vida com as histórias que contam, os utentes/visitantes acabam por manifestar o seu interesse em conhecer de perto a obra dos melhores artistas portugueses contemporâneos que vai sendo apresentada na Biblioteca.

Na prática, estamos perante a materialização de uma das missões da Biblioteca Pública quando se pretende facilitar o acesso às diferentes formas de expressão cultural das manifestações artísticas. Este é o caminho que deve ser seguido porque corresponde à preocupação evidente da Biblioteca em contribuir para o crescimento do público, criar novos hábitos e aumentar o gosto em torno da arte.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz às Bibliotecas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia