Papa Francisco e o apelo à coerência

Voz às Freguesias

autor

Luís Pedroso

contactarnum. de artigos 3

O Papa Francisco veio a Portugal deixar uma mensagem de esperança e, sobretudo, de coerência. Uma mensagem que chama a atenção para o sentido que damos à nossa vida e à nossa relação com os outros. Sobre o que é ser católico no seu sentido puro. Porque não basta parecer, tem de ser.
Viver na fraternidade com o próximo sem que isso implique ter algo em troca é uma das mensagens centrais do Chefe da Igreja que conseguiu romper com algumas barreiras da própria Igreja. Uma igreja que olha hoje cada vez mais para as periferias e para os jovens. Jovens que vêem neste ‘Senhor Vestido de Branco’ uma fonte de inspiração, de acolhimento, de fraternidade.

É esse exemplo que temos de dar todos os dias, como verdadeiros cristãos que devemos ser e não apenas parecer, cristãos que não se identificam ou manifestam so- mente em algumas ocasiões.
A compaixão e a fé devem ser vividas todos os dias na nossa relação com o próximo, sem que isso implique recebermos algo em troca.
Uma mensagem que nos deve conduzir à reflexão.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz às Freguesias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia