Braga e as quatro presidentes de Junta

Ideias

autor

Paulo Monteiro

contactarnum. de artigos 337

No dia 17 de Julho deste ano o ‘Correio do Minho’ publicou uma excelente reportagem, de duas páginas, da autoria do José Paulo Silva, com o título ‘As mulheres não mandam na Junta’. Tudo porque desde 1976 e até 30 de Setembro deste ano, o concelho de Braga só tinha elegido quatro mulheres para presidentes de Junta de Freguesia:

Rosa Faria (Junta de Freguesia de Penso S. Vicente, 1976); Maria Emília Barbosa (Junta de Freguesia de Escudeiros, 1989), Palmira Maciel (Junta de Freguesia de Lamaçães, 1997) e Goreti Machado (Junta de Freguesia de Fraião e posteriormente (2013) União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães).
Durante 41 anos o concelho de Braga conheceu apenas quatro mulheres presidentes de Junta.

Até que... no passado dia 1 de Outubro foram eleitas de um só vez... quatro mulheres presidentes de Junta:
Maria José Borges (Junta de Freguesia de Pedralva), Elisabete Silva (Junta de Freguesia de Sobreposta), Adélia Silva (União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos) e Goreti Machado (União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães).

E esta eleição tem mais um facto curioso: as quatro novas presidentes de junta, que ontem tomaram posse na Assembleia Municipal, foram apostas da coligação ‘Juntos por Braga’, liderada por Ricardo Rio.
Quatro apostas no feminino e quatro vitórias conquistadas com outro dado importante: todas com maioria absoluta...

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ideias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia