Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

A falsa baixa autoestima

Muro de Gelo

A falsa baixa autoestima

Escreve quem sabe

2019-02-10 às 06h00

Joana Silva Joana Silva

Uma autoestima saudável vai muito mais além da insatisfação das características físicas corporais. Significa falta de confiança em si próprio/a, “ Espelho, espelho meu, porquê que todos são melhores do que eu?”. É ter medo da rejeição, “ Se eu falhar, eu não me perdoo!” e ao mesmo tempo, viver em função dos outros como se tivesse algo a provar, “Eu tenho de ser o/a melhor!”. Por medo adia-se o ato mais bonito da existência humana, fruto de uma sensação de incapacidade “Eu não consigo mais, desisto!”. Quem tem uma autoestima frágil é geralmente muito perfeccionista, assim como, também não aceita nem reconhece as suas conquistas, como se o resultado fosse um “golpe de sorte” e não por mérito. Posto isto nem sempre aquela pessoa que mostra uma postura mais auto confiante, significa que “goste de si” próprio/a. Nem aquele/a que sorri mais o/a mais feliz. Também posturas “frágeis” nem sempre são sinonimo de baixa- autoestima. E por esta razão, um tema tão complexo. Há quem se faça passar por ter uma baixa autoestima baixa sendo que o seu desejo mais intimo é nada mais, nada menos, que se auto afirmar. Mais do que receber elogios, precisa de preservar o ego. É capaz de afirmar, “Não valho nada. Sinto-me horrível.”, ou, “Este projeto não é para mim”. Na realidade é o oposto, é apenas para escutar de outros elogios que certifiquem o quanto é, “ o máximo.” Detetar uma falsa baixa auto estima não é impossivel porque a própria linguagem corporal denuncia. Como? Dizem que os olhos são o espelho da alma correto? Então faça o seguinte teste e constate.

Quem tem realmente baixa autoestima, e o que respeita a assuntos mais diretos e pessoais, desvia o olhar e evita a comunicação verbal do assunto. Por sua vez, quem está a teatralizar a baixa autoestima, inicia o discurso sempre com um defeito ou alguma angustia para ouvir de outros o elogio que quer ouvir e o contacto ocular é tão intenso que tende a abrir mais os olhos em direção aos do outro interlocutor e examina ao pormenor as expressões faciais no sentido de perceber se está a “dizer com o coração”. Outra situação que ocorre é quando é feita uma crítica seja até construtiva. Quem tem baixa autoestima, presta atenção, não se exalta independentemente de concordar ou não. Verifica-se o contrário quem oculta o seu carácter porque tende a reagir de imediato. Suponha que diz, “ É verdade, não estiveste muito bem, mas tenho a certeza que para a próxima corre melhor.”. Aquele que se vitimiza nem reconsidera a última parte da mensagem, foca-se de imediato na primeira parte reagindo a “ferro e fogo”, com “armas de ataque” surpreendentes capaz de deixar qualquer pessoa perplexa do género em “ em 2014… correu-te mal o projeto piloto e te ridicularizaram”. Quem entende nas entrelinhas para além de pensar “Que memoria!...pois até do ano se lembra” também pensa “quanta humildade…para a próxima não digo mais nada”. Este tipo de pessoas não gosta de críticas só elogios. Só ouve o que quer ouvir. Também tem por norma apontar “mil e um defeitos” por forma a diminuir as pessoas mas de uma forma muito subtil. Quem finge que tem uma autoestima frágil é alguém muito infeliz. Porquê? Porque efetivamente tem uma autoestima baixa mas não reconhece como tal, entra em processo de negação próprio.

Quem tem uma boa autoestima tem tudo e é tão importante quanto ter saúde. É uma espécie de sistema imunológico mental e emocional, como classificam alguns investigadores, que quando não equilibrado ou como se diz na expressão popular quando, “as defesas estão em baixo”, causam doenças. Cuide da sua autoestima pessoal e não dependa de opiniões alheiras, pois nem sempre o que dizem, pode ser verdadeiro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.