Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Biocontroladores

Eleições legislativas: programas e programas

Escreve quem sabe

2016-09-10 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

As plantas que nos rodeiam e embelezam as nossas paisagens, aquelas que muitas vezes são tratadas como infestantes ou ervas daninhas, são, na realidade, a resposta para muitos dos nossos problemas. Elas são capazes de cuidar do nosso corpo e espírito e cuidarem-se entre elas como boas companheiras.

Já os nossos antepassados observavam estas relações porque estavam mais ligados com a Natureza mas, com o tempo, o ser humano, tornou-se mais materialista e foi-se desligando do que a Natureza lhe dá, procurando respostas no desenvolvimento das indústrias agroquímicas e na utilização generalizada de fertilizantes e pesticidas de síntese, tendo em vista o aumento da produção de alimentos. No entanto, a utilização intensiva destes compostos, sendo tóxicos para as pragas, doenças e infestantes das culturas, também o são para os organismos auxiliares, e para o próprio Homem; afetando negativamente o ambiente, contaminando a água e os solos, destruindo a fauna e a flora selvagens, reduzindo assim a biodiversidade.

É urgente, adotar métodos alternativos ao controlo químico, através de medidas de proteção biológica, utilização de armadilhas e práticas culturais amigas do ambiente ou a utilização dos produtos naturais extraídos das plantas. Como exem- plos de extrações podem-se citar as seguintes plantas: A Urtiga, a Consolda, o Feto e a Cavalinha. Estas plantas possuem propriedades únicas no combate a pragas e doenças.

Temos como características:

URTIGA - Urtica dioica
Propriedades: fortifica e estimula a flora microbiana da terra e a vegetação (melhora a função clorofilina). Bom ativador do composto. A Urtiga possui uma ação repulsiva, repelindo afídeos e ácaros; uma ação fungicida, contra podridão cinzenta do morango e uma ação inseticida, contra ácaros amarelos e vermelho.
Procedimento: Para obter o extrato procede-se das seguintes formas: Colher a planta inteira antes da floração. Através de uma infusão: 1kg de planta em 10 litros de água durante 12 horas, diluído em 10% - é insetífuga (afídeos, ácaros) e às vezes inseticida (afídeos). Decoção: 100g de raízes colocadas a macerar em 1l de água durante 24 horas, depois ferver durante 30mn e aplicar puro (podridão cinzenta). Extrato fermentado: 1kg para 10 l de água (também favorece a germinação das sementes e reforça as defesas imunitárias das plantas).

CONSOLDA - Symphytum officinalis
Propriedades: inseticida e fungicida. Eficaz contra mosca branca e afídeos.
Procedimento: Extrato fermentado: 1kg de folhas frescas em 10 l de água. Diluir em 20% e regar. Em pulverização foliar diluir em 5 %.

FETO - Pteridium aquilinum
Propriedades: inseticida, fungicida e repulsivo. Contra o pulgão lanígero, cicadela da vinha e lagartas de agriotis, ferrugem (extrato fermentado aplicado puro para ferrugem das roseiras das árvores de fruto).
Procedimento: Extrato fermentado: 1kg para 10 l de água durante 4 ou 5 dias. Diluir a 10% e pulverizar. Fazer duas aplicações sobre a terra antes da plantação contra as larvas de agriotis.

CAVALINHA - Equisetum arvenses
Propriedades: Insetífuga, dinamizadora do crescimento e fungicida preventivo. É eficaz contra a moniliose ferrugem lepra do pessegueiro e algumas viroses.
Procedimento: Decoção: ferver 500g de planta seca de cavalinha em 5 litros de água durante 1 hora, deixar passar pelo menos 10 horas e aplicar diluída em 20% ou por extrato fermentado: 200g de planta seca em 10 litros de água. Diluir em 5% e pulverizar.

A Natureza é algo do qual fazemos parte e não um meio que temos que dominar. Temos a obrigação de a conservar e proteger como fazemos com a nossa própria vida.
Se quer saber mais sobre este tema inscreva-se na Oficina de Biocontroladores que terá lugar na Quinta Pedagógica de Real, em Braga, no sábado, 24 setembro de 2016, das 14 às 18 horas, com inscrições on line em www.braga.quercus.pt, até 20 de setembro. A taxa de inscrição é de 14,5€ para sócios e 17,5€ para não sócios. Mais informações através do telemóvel 927986133 ou por mail braga@quercus.pt.
*Em co-autoria com Tiago Moreira

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

17 Setembro 2019

Deixar a semente germinar

16 Setembro 2019

Quem espera, desespera

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.