Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Ciência e Inovação em 2015

Oi! Olá!

Ideias

2016-01-09 às 06h00

Vasco Teixeira

AONU proclamou 2015 como o Ano Internacional da Luz, para celebrar a Luz como matéria de extraordinária importância nas ciências e no desenvolvimento tecnológico (aplicações na ótica e fotónica). O ano de 2015 coincidiu com alguns aniversários relevantes na história da ciência, tal como os 100 anos da Teoria da Relatividade de Einstein.
Foi aprovado em finais de 2015 pela Comissão Europeia o novo Programa de Trabalho, para o período 2016-17, de apoio à Investigação e Inovação do Programa Horizonte 2020. O Comissário Carlos Moedas tem a seu cargo o Horizonte 2020 - o maior programa de financiamento de ciência e inovação a nível mundial. Para 2016-17 contempla um investimento de 16 mil milhões de euros oferecendo novas oportunidades de financiamento à investigação e inovação.
Em 2015 iniciaram-se os primeiros apoios à inovação em PME’s, pelo Portugal 2020 que enquadrará os fundos estruturais europeus da UE 2014-2020.
Muitos projetos de I&D em Portugal mereciam aqui destaque mas o espaço do texto é limitado. Importa distinguir o projeto estratégico de inovação para a região Minho, mas de âmbito e impacto mundial, entre a Bosch Car Multimedia Portugal e a Universidade do Minho que visa o desenvolvimento e produção do futuro conceito de mobilidade no setor automóvel. A Bosch Car Multimedia de Braga apresentou uma candidatura aos fundos europeus para financiar novo investimento em inovação (50 milhões de euros), em parceria com Universidade do Minho. O processo prevê a contratação de 92 engenheiros e 165 bolseiros da UMinho no âmbito do Programa Operacional para a Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020.
A nível internacional: uma equipa de investigadores do The Scripps Research Institute (EUA), liderada pelo português Fernando Ferreira destacou-se pela possibili- dade de uma futura vacina contra o vírus da sida.
Destacando alguns prémios e distinções para a Ciência e Inovação em 2015:
O prémio Nobel da Medicina 2015 foi atribuído a William Campbell (Irlanda), Satoshi Omura (Japão) e Youyou Tu (a primeira cientista da China a ganhar o Nobel da Medicina e a 12ª mulher na história deste galardão) pelas descobertas científicas feitas nos anos 70 que revolucionaram tratamentos na área de doenças parasitárias (como a Malária) e já salvaram milhões de vidas.
O Nobel da Física 2015 foi atribuído ao japonês Takaaki Kajita e ao canadiano Arthur B. McDonald pela descoberta da massa dos neutrinos.
O Nobel da Química atribuído a Tomas Lindahl, Paul Modrich e Aziz Sancar pela explicação dos mecanismos de reparação do ADN (mapearam 'como as células reparam o ADN danificado e protegem a sua informação genética').
O Prémio António Champalimaud de Visão 2015 distinguiu o projeto Kilimanjaro desenvolvido por três organizações que uniram esforços em torno de um objetivo comum - a luta contra a cegueira e a pobreza em África.
Manuel Sobrinho Simões, professor e investigador da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto foi considerado o patologista mais influente do mundo. Sobrinho Simões fundou e lidera há 26 anos o instituto de investigação IPATIMUP, para o estudo do cancro.
O grande vencedor da 11.ª edição do Novo Banco Concurso Nacional de Inovação foi o projeto da start-up HydrUStent da Universidade do Minho ligado ao desenvolvimento de uma nova geração de cateteres urológicos degradáveis, da responsabilidade de Rui Reis (Diretor do 3Bs) e de Estevão Lima (médico especialista em urologia e investigador no ICVS/UMinho)
A startup de biotecnologia Exogenus Therapeutics, responsável por uma terapia celular inovadora aplicada à medicina regenerativa, foi a grande vencedora do 17.º Prémio do Jovem Empreendedor, distinção anual atribuída pela ANJE.
Ricardo da Silveira Cabral ganhou o Prémio Científico IBM com um projeto na área da visão computacional. Tem potencial aplicação na área da robótica, arquitetura, realidade virtual, efeitos especiais, navegação e mapeamento de território.
A COTEC atribuiu o prémio PME Inovação COTEC-BPI 2015 e o prémio de Produto Inovação COTEC-NORS 2015. Os dois prémios foram atribuídos em ex-aequo: no caso do PME Inovação, o prémio foi para a Tekever e para a Palbit; e o prémio Produto Inovação foi atribuído à Bosch e à Procalçado. A Tekever tem-se destacado na produção de drones, que já são usados em projetos da União Europeia e ESA, e tem já em vista a produção de nanossatélites e microssatélites.
A Palbit produz ferramentas de corte. O prémio Produto Inovação 2015 foi atribuído à Bosch pelo desenvolvimento de esquentadores com interface de controlo tátil e bluetooth. O outro vencedor é a Procalçado, com o calçado Wock (com tecnologia inovadora de absorção de impactos, antiestática e antiderrapante).
O Prémio FAZ - Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, iniciativa da COTEC Portugal, que distingue os portugueses que, pela sua ação empreendedora e inovadora, se notabilizaram fora de Portugal, foi atribuído a José Neves, fundador da Farfetch, empresa constituída em 2008, simultaneamente em Portugal e no Reino Unido, que disponibiliza num único site acesso a artigos de luxo de mais de 300 boutiques de 27 países.
A revista norte-americana Forbes listou as 30 figuras mundiais mais relevantes na área da tecnologia empresarial (abaixo dos 30 anos) e entre a lista constam 2 nomes portugueses: Tiago Paiva e Cristina Fonseca, fundadores da startup portuguesa Talkdesk. A empresa, criada em 2011, tem tecnologia que permite que uma empresa crie o seu próprio “call center” em poucos minutos.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.