Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Conselhos para consumir sustentavelmente

A avestruz risonha que tocava Strauss

Escreve quem sabe

2012-06-05 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

Consumir sustentavelmente é adquirir o necessário para uma vida normal, minimizando o desperdício e a quantidade de resíduos produzida, bem como o impacto desses bens sobre o ambiente.
Como se pode consumir sustentavelmente?

• Consuma produtos de agricultura biológica.
• Prefira artigos de produção local - os de produção mais longínqua significam mais transporte, mais poluição, mais embalagem, maior consumo de recursos. Localmente encontra maior leque de variedades de frutas e legumes e não só aquelas que aguentam transporte. E ainda injecta dinheiro na economia local.
• Compre produtos da época, o que implica menor consumo de energia, não implica tanto empacotamento e refrigeração e os alimentos são mais frescos, saborosos e nutritivos.
• Não use artigos descartáveis, tais como talheres, copos, pratos de plástico de uso único, toalhas e guardanapos de papel, etc. Mesmo para um piquenique compre de plástico mas reutilizável.
• Evite a compra de produtos desnecessários e com muitas embalagens. Prefira produtos em embalagens familiares em vez de individuais, produtos recarregáveis ou que tenham embalagens reutilizáveis e recicláveis e recuse embalagens em várias camadas e invólucros inúteis.
• Escolha produtos com baixos teores de substâncias poluentes, como pilhas com baixo teor de mercúrio ou cádmio.
• Faça uma lista de compras e não se deixe entusiasmar por “só mais uma coisinha”...
• Nas pequenas lojas do seu bairro encontra muito daquilo de que precisa, e assim evita ir aos hipermercados (deslocação e tentações). E apoia o comércio local.
• Compre apenas o que precisa. Cerca de 1/3 dos alimentos vão para o lixo pois o prazo caducou.
• Prefira bebidas em vasilhame com tara recuperável.
• Quando for ao restaurante, leve o que não comer para casa.
• Compre ovos em embalagens de cartão e não de esferovite ou plástico.
• Compre barras de queijo em vez de doses pré-fatiadas individualmente embrulhadas.
• Quando comprar café, procure variedades com selos de certificação do Comércio Justo, ou que seja biológico.
• Procure limitar as suas compras de fruta enlatada e substitua por fruta fresca sempre que possível. O processo envolvido em enlatar fruta é pelo menos 10 vezes mais intenso, em termos de energia.
• Carne - escolha a carne no ta-lho e compre apenas a que souber que vai usar. Reduzirá o desperdício de comida, poupará dinheiro e preservará recursos (menos embalagens). Prefira aves a mamíferos.
• Soja - Pense em comprar produtos alimentares à base de soja, mas cuidado para que não seja geneticamente modificada (OGM). Cultivar soja não requer, nem de longe, a quantidade de água que é necessária para criar animais.

• Compre:
- um ecoponto.
- lâmpadas eficientes.
- redutores de caudal para todas as torneiras.
- panos de cozinha, em vez de rolos de papel de cozinha.
- panela de pressão e panelas com fundo difusor de calor.
- caixas de vidro ou porcelana para colocar os alimentos no frigorífico em vez de película aderente ou folha de alumínio. Vão verter menos químicos para a comida.
- pilhas recarregáveis e respectivo carregador.
- móveis de madeira certificada.
- objectos em segunda mão.
- programador horário de tomada.
- uma chaleira eléctrica pois é mais eficiente a aquecer água.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

15 Outubro 2019

Outubro um mês associativo

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.