Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Consumidor verde

Solidão

Escreve quem sabe

2010-11-19 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

O consumidor verde (CV) é aquele que manifesta uma preocupação com o ambiente e adopta um comportamento coerente com esses valores, isto é, é aquele que, além da variável qualidade/preço, inclui, na sua decisão de compra, a variável ambiental. As características do CV são:
- a qualidade do produto transcende as suas características intrínsecas, incorporando o impacto ambiental na produção e/ou consumo;
- prefere e/ou paga um preço mais elevado por produtos eco-lógicos;
- não adquire produtos com embalagens excessivas;
- prefere produtos com embalagem reciclável;
- evita comprar produtos com embalagens que não sejam bio-degradáveis;
- não transporta compras em sacos de plástico;
- escolhe produtos isentos de pesticidas ou corantes;
- tem em conta a biodegradabilidade do produto;
- recusa produtos derivados de flora ou fauna em extinção;
- observa os certificados de gestão;
- observa os selos/certificados verdes.

Actualmente, com a proliferação de debates em volta da problemática ambiental e a mediatização do fenómeno é natural que as características socio-demográficas, por si só, não sejam relevantes para explicar o comportamento ecologicamente consciente. As variáveis psicográficas são mais relevantes do que estas para explicar o comportamento do consumidor ecologicamente consciente e são elas:
- efectividade percebida pelos consumidores, isto é, se nós, enquanto indivíduos, fazemos a diferença;
- altruísmo, se existe preocupação com o bem-estar dos outros.

O cruzamento destas variáveis com as sociodemográficas demonstra que os CVs:
- são sinceros nas suas intenções, havendo um maior compromisso com um estilo de vida mais ecológico;
- quando auto-analisam as suas práticas ambientais consideram-nas ainda inadequadas, ou seja, procuram melhorar a sua perfomance;
- não esperam que as empresas tenham uma conduta exemplar para serem consideradas “verdes”, procuram antes olhar para as empresas que estão a tomar medidas de fundo e que assumiram um compromisso de melhorar.

No entanto, são também consumidores que:
- tendem a sobrestimar o seu comportamento verde, incluindo o número de produtos verdes que realmente utilizam;
- defendem que a protecção do ambiente deverá ser simples, não implicando grandes sacrifícios;
- tendem a desconfiar de empresas que proclamam ser amigas do ambiente, a menos que tenham sido auditadas de forma independente;
- têm falta de conhecimento sobre as questões ambientais, e não confiam em si próprios para avaliar a informação científica sobre os impactos ambientais. No entanto, ao mesmo tempo, estão muito abertos à aprendizagem, o que significa que a educação do consumidor é uma das estratégias mais eficazes que os marketeers podem utilizar.

Os estudos indicam que o CV português é maioritariamente do sexo feminino, jovem, com habilitações literárias ao nível do ensino superior e com rendimentos médios. Podemos constatar também que os consumidores verdes estão a aumentar e o de consumidores apáticos a diminuir.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.