Correio do Minho

Braga,

- +

DariAcordar

Sobre o alojamento no Ensino Superior

Escreve quem sabe

2016-04-30 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

ADariAcordar tem como missão unir esforços para ajudar quem precisa e acabar com o desperdício. Pretende garantir todas as condições para o funcionamento do mesmo, através de parcerias e colaborações com todas as pessoas e entidades que estejam interessadas em contribuir para esta causa. O grande objetivo é apoiar os mais desfavorecidos, fornecendo-lhes o que mais precisam.
Esta associação promove as suas iniciativas solidárias junto de entidades político-administrativas, sociais e económicas (IPSS, Misericórdias, autarquias) que desejem colaborar no crescimento deste projeto inovador no campo da solidariedade social.
A partir desta Associação surge o movimento Zero Desperdício (www.zerodesperdicio.pt), que faz parcerias entre estabelecimentos que tenham refeições e outros bens alimentares que nunca foram servidos e IPSS, Misericórdias, ONGs e outras Associações de Solidariedade que encaminham esses bens alimentares para quem deles necessita.
O movimento Zero Desperdício funciona em parceria com instituições que queiram dar apoio na recolha e/ou distribuição das refeições. A DariAcordar convida todas as autarquias, ONG, IPSS, Misericórdias e outras Associações de Solidariedade Social a fazer parte deste movimento, pois são elas quem tem uma presença essencial no apoio aos desprotegidos e um contacto mais próximo com a população e as suas instituições. Este envolvimento é algo fundamental para garantir que as refeições chegam a todos.
A DariAcordar procura formas de interligar os estabelecimentos aderentes (restaurantes, super e hipermercados, hotéis, etc.) que doam bens alimentares e as entidades aderentes (autarquias, ONG, IPSS, Misericórdias, etc.) que recolhem e distribuem esses alimentos.
Após preenchimento do formulário próprio, disponível no site (www.dariacordar.org), a DariAcordar contacta a entidade em causa para estabelecer os termos da parceria e inseri-la no modelo de funcionamento do movimento.
Segundo o referido site cerca de 360 mil portugueses passam fome e, enquanto isso, estima-se que 50 mil refeições são desperdiçadas todos os dias, de norte a sul do país. 200 litros de água é o que cada um de nós gasta por dia - a água usada na produção de alimentos desperdiçados seria suficiente para satisfazer as necessidades de 9 mil milhões de pessoas. 10% das emissões de gases com efeito de estufa provêm da produção de alimentos que nunca irão ser consumidos. 4600 kcal de comida são produzidas, todos os dias, para cada pessoa, mas apenas 2000 kcal são consumidas. 1/3 da comida produzida em todo o mundo acaba no lixo. Quantidade suficiente para alimentar 3 mil milhões de pessoas. 20% do nosso lixo é comida.
O movimento Zero Desperdício aproveita todos os bens alimentares que antes acabavam no lixo - comida que nunca saiu da cozinha, comida cujo prazo de validade se aproxima do fim, ou comida que não foi exposta nem esteve em contacto com o público - fazendo-os chegar a pessoas que deles necessitam.
Os voluntários do Zero Desperdício não precisam de talentos especiais ou de muito tempo livre. Precisam apenas do tempo que puder dar e de motivação. A colaboração de cada um faz a diferença. Os serviços que cada voluntário pode desempenhar são: recolha e/ou distribuição de alimentos, serviço administrativo, comunicação, organização de eventos, contabilidade e auditoria.
Para fazer parte do Zero Desperdício, o mais importante é ter vontade de ajudar as pessoas que mais precisam. Para isso, necessitam de voluntários individuais mas também de instituições, empresas, associações e ONG que possam ser úteis em vários campos, como por exemplo no transporte mais qualificado ou no armazenamento das refeições.
Pode contactar esta associação através do mail info@dariacordar.org ou consultar a página de internet dedicada exclusivamente a este movimento em www.zerodesperdicio.pt.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.