Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Etapas do sonho

Portugal de pernas para o ar!

Etapas do sonho

Ideias

2019-03-24 às 06h00

Joana Silva Joana Silva

Os sonhos são compostos por partículas de esperança, otimisto e atitude. Deviam ser inabaláveis. Os sonhos tem aquela fé mágica e única e passam por caminhos que a razão desconhece nos atropelos da vida que fazem perder a calma e assolam a alma. O sonho e esperança são aliados e companheiros de luta. A esperança é a luz pequenina no coração que diz “Vai. Vamos em frente. Tudo irá correr bem”. A esperança confia nos sonhos, mesmo quando tudo parece desmoronar e se está num labirinto sem saída. Do sonho também as lágrimas fazem parte. São as lágrimas que apontam os caminhos a seguir. As lágrimas são momentos de sensatez e digamos uma lucidez mais prática. É estar “terra a terra” e avaliar o que falhou. O sonho tem o lado racional e emocional. Basicamente, demasiadas expetativas, levam à desilusão. Mas também não é improvável de acontecer algo que menos se espera mesmo quando a esperança estava perdida. Algumas das pessoas mais mediáticas, que conhecemos pela comunicação social, tem histórias de vida incríveis. Pessoas que contam na primeira pessoa o que de mau lhes aconteceu na sua vida, mas que mesmo assim não as demoveu no alcance do seus sonhos. A maioria relatava que não teve o apoio de ninguém mas uma fé inabalável e um pensamento persistente “Um dia vou conseguir. Vou chegar lá”. E são estes exemplos que dão coragem e força. Costuma proteger os seus sonhos? Sabe como fazer? Regra número um: estar ciente se o sonho é exclusivo da própria pessoa? Quer-se com isto dizer, que muitas vezes projetamos os nossos sonhos em função de mostrar ou de tal como diz o ditado popular de “Dar a chapada de luva branca, a alguém. Quando a essência do sonho é assim… básica não se materializa na sua plenitude. Você até pode conseguir realizá-lo mas a felicidade é momentânea. A preocupação com a vida de terceiros só desgasta. Se pensar mais em si, não na vertente egoísta mas de se proteger a si próprio/a as dificuldades são analisadas de forma mais leve e não tão dolorosa. Aceite que cada pessoa tem a sua vida e tem igualmente problemas que nós nem sempre vêmos como gostaríamos de os ver.
Regra número dois: Nunca partilhe tudo. Guarde o melhor para si. Há sempre pessoas que não entendem, porque tem uma visão mais negativa. São os apelidados, “trava-sonhos”, porque em vez de apoiarem, só exprimem opiniões negativas e desalentadas , “ és um/a lunático/a”; “Tu não tem potencial para isso.”; “Nunca na vida!” Então timbradas a ironia, o resultado é ainda mais desastroso. Quando escutar algo menos bom, filtre. Ouça (faça que ouça pelo menos) mas não valorize.
Regra número três: aceitar que o resultado daquilo que pretende não depende só de si. Por muito que faça e que trabalhe para isso, se a outra parte não quiser ou se não existirem condições não se pode nada fazer em relação a isso.
Regra número quatro: Nunca desmoralize perante as dificuldades. Aceite-as e recolha delas a informação e a experiência para não voltar a cometer o mesmo erro. As dificuldades são como “post-its” que nos chamam a atenção que devemos redefinir alguma coisa.
Regra número cinco: Se tiver de chorar, chore. Liberte o seu coração. Escute-o com atenção. É o nosso melhor amigo e aquele que nos quer bem. Sempre que lhe vier alguma memória triste ao pensamento refute com uma positiva. Treine o sim em quaisquer que seja o seu maior desafio: “ Sim, eu vou arranjar um emprego melhor.” “ Sim, eu vou recuperar a minha sáude”; “Sim, eu mereço uma família melhor”; “Sim, eu vou entrar para a Universidade e o curso que eu quero tanto;” “Sim, eu vou conseguir sair deste caminho que eu não escolhi, mas que a vida me encaminhou a ele.” Diga SIM, com todas as forças. Hoje ao ler este texto, fica interdito/a de desistir. Levante-se, respire profundamente e continue a avançar no caminho ao seu sonho.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

22 Novembro 2019

Os Direitos das Crianças

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.