Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Garantia de Qualidade no Ensino Superior: UMinho, um bom exemplo

A Casa de Chocolate

Ideias

2016-03-19 às 06h00

Vasco Teixeira

AUE tem investido significativamente na Educação e Formação, com o objetivo de proporcionar aos seus cidadãos um ensino competitivo e de qualidade.
A Europa e o resto do mundo são confrontados com uma procura crescente de educação e a meta fixada no âmbito da estratégia Europa 2020 de aumentar para 40% a percentagem de diplomados do ensino superior (ES) torna necessário um aumento da oferta. Estima-se que em 2030 o número de estudantes do ES atinja os 414 milhões a nível mundial.
O programa “Educação e Formação para 2020” é o Quadro Estratégico para a cooperação europeia na Educação e Formação até 2020. O investimento na Educação e na Formação para o desenvolvimento de competências é essencial para estimular o crescimento e a competitividade: as competências determinam a capacidade da Europa para aumentar a produtividade. A longo prazo as competências podem desencadear inovação e crescimento, fazer aumentar a produção na cadeia de valor, estimular a concentração de competências de nível mais elevado na UE e modelar o mercado de trabalho no futuro.
Até 2020, mais 20% dos postos de trabalho exigirão qualificações de nível superior. Exige-se uma formação superior de elevada qualidade e relevância capaz de potenciar tanto os padrões como os níveis de habilitações obtidas para satisfazer esta procura e fomentar as competências transversais necessárias para que os jovens se tornem empreendedores e se adaptem às cada vez mais inevitáveis mudanças no mercado de trabalho ao longo da sua carreira.
A Garantia de Qualidade foi um tema central no Processo de Bolonha. A Garantia da Qualidade é fundamental para promover a confiança na qualidade do ES. Todas as instituições de ES devem dispor de um sistema rigoroso de garantia interna da qualidade avaliado de forma independente por agências externas. A adoção de formas de garantia de qualidade académica e de sistemas de avaliação externa e de acreditação, é um instrumento essencial de promoção da dimensão europeia de garantia de qualidade.
Um dos grandes desafios dos sistemas europeus de ensino superior é conseguir articular os vários procedimentos de acreditação que, simultaneamente, atendem tanto a diversidade de contextos e objetivos nacionais de consolidação de qualidade e aumento de competitividade, como também a perspetivas de internacionalização da investigação e do ensino.
O primeiro sistema de avaliação de qualidade do ensino superior em Portugal resultou de uma iniciativa do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas em 1994. Em 2007 foi criada a Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), uma fundação de direito privado, dotada de personalidade jurídica e reconhecida como de utilidade pública (e independente no exercício das suas competências). A missão da A3ES consiste em garantir a qualidade do ensino superior em Portugal, através da avaliação e acreditação das instituições de ensino superior e dos seus ciclos de estudos, bem como o desempenho das funções inerentes à inserção de Portugal no sistema europeu de garantia da qualidade do ES.
A Universidade do Minho (UMinho) é um bom exemplo a nível nacional e internacional da implementação de um efetivo Sistema de garantia de Qualidade. A UMinho assumiu inequivocamente o princípio de que a qualidade e a garantia da qualidade constituem um vetor fundamental para o seu funcionamento e desenvolvimento.
A UMinho definiu uma estratégia institucional para a qualidade, explicitamente expressa na sua política para a qualidade. Criou uma estrutura designada por Serviços para a Garantia da Qualidade (SGAQ) da Universidade do Minho, que constituem uma estrutura de coordenação, acompanhamento e apoio operacional ao desenvolvimento das atividades de avaliação interna e externa e promoção da qualidade dos projetos de ensino, de investigação e de interação com a sociedade.
A UMinho tem-se submetido, de forma regular, a processos de avaliação externa tanto de âmbito nacional como internacional.
A nível nacional inclui-se a avaliação de todos os cursos de Licenciatura pelo Conselho Nacional de Avaliação do Ensino Superior (CNAVES) nos ciclos de avaliação de 1995-2000 e 2000-2005, bem como a participação no ciclo de avaliação/acreditação que tem sido promovido pela A3ES, desde 2012. É de referir a participação pioneira da UMinho no primeiro exercício experimental da A3ES, em 2012, no processo de Auditoria do Sistema Interno de Garantia da Qualidade (SIGAQ-UM).
Tenho uma enorme satisfação de ser docente e investigador numa universidade de referência. Termino citando um excerto relativo ao processo de avaliação europeia a que a UMinho se submeteu:
“A Universidade do Minho constitui uma referência de ensino e aprendizagem de elevada qualidade, não apenas para as universidades portuguesas, mas também europeias e mundiais. A Universidade do Minho demonstra uma significativa capacidade para a mudança, sendo pioneira em várias áreas de ensino-formação e de investigação.” Comissão Externa de Avaliação da European Universities Association (EUA).
Parabéns UMinho e em especial ao Reitor António M. Cunha, que com o seu programa de ação e definição de uma estratégia global de desenvolvimento e crescimento sustentável da Universidade (onde se inclui a Qualidade) tornou possível a consolidação e um maior reconhecimento da qualidade da Investigação e do Ensino no plano internacional. A UMinho é hoje uma Universidade de Investigação, refletindo-se na posição que tem vindo a assumir nos principais rankings internacionais.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

24 Maio 2019

Vote

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.