Correio do Minho

Braga,

Meu caro Virgílio

Aceitemos as ervas espontâneas!

Ideias

2019-03-13 às 06h00

Joaquim da Silva Gomes

A evolução de um país, de um concelho, de uma empresa ou de uma instituição está sempre associada ao trabalho de homens e mulheres que o exercem em prol desse progresso. Esta evolução tem acontecido também nas instituições de ensino, como é o caso do Agrupamento de Escolas de Maximinos.
Costumo dizer que a vida é feita de ciclos: uns que se abrem, outros que se fecham. Há ciclos na natureza, nas tradições, na cultura, na política, na economia, no desporto, nas profissões e na vida das pessoas.

Ao longo dos anos foram vários os professores que se destacaram nesta instituição, dedicando uma vida em prol dos alunos, das famílias e desta comunidade. Esses professores têm nome e têm rosto. Sendo, aqui, difícil recordar todos os que exerceram a sua atividade profissional no Agrupamento de Escolas de Maximinos, irei lembrar um desses professores que, pela sua dedicação e profissionalismo, merece agora ser aludido. Esta referência é extensível a outros grandes profissionais deste agrupamento, atualmente aposentados. Hoje, contudo, quero referir-me ao professor Virgílio Rego da Silva.
Quando alguém passa muitos anos, muitas décadas, uma vida profissional, sempre na mesma área, é normal sentirmos a falta dessa pessoa, quando encerra o ciclo profissional e passa à aposentação. Foi o que aconteceu, há dias, com o professor Virgílio Rego da Silva.

No momento em que, a nível profissional, o “professor Virgílio” deixa este Agrupamento e passa à aposentação, quero aqui apresentar-lhe umas palavras de gratidão por tudo o que fez para o desenvolvimento deste Agrupamento.
Fervoroso bracarense, “de gema” como se costuma dizer, natural da freguesia de Semelhe, (onde se presume ter nascido, no século XIII, Martinho Geraldes, Arcebispo de Braga, e também o Padre Martinho, fundador do Santuário do Sameiro) o professor Virgílio manteve sempre uma ligação à sua freguesia e às freguesias da área envolvente a Semelhe, como Gondizalves, Ferreiros e Maximinos. Curiosamente, estas são freguesias da área geográfica do Agrupamento de Escolas de Maximinos, onde o professor Virgílio exerceu o seu período profissional, como docente.

Grande dinamizador de vários projetos na EB 2,3 Frei Caetano Brandão, unidade orgânica do Agrupamento de Escolas de Maximinos, o professor Virgílio deixou a sua marca não só na gestão desta escola, como também em projetos ligados ao ambiente e à cultura. Dotado de uma personalidade discreta, aparentemente sisudo (mas só aparentemente, pois tem um olhar profundo e aprazível), o professor Virgílio estava sempre, na sua atividade profissional, disponível para ajudar e aconselhar os que o rodeavam.

Grande conhecedor das dificuldades sociais e económicas de muitas famílias desta área do concelho de Braga, o professor Virgílio foi um dos grandes impulsionadores do Projeto FREI, associado ao Território Educativo de Intervenção Prioritária (TEIP), o que permitiu dotar este Agrupamento de recursos económicos, materiais e humanos, que visavam (e visam) um melhor acompanhamento e integração social e profissional destes jovens.
No momento em que passou à aposentação, o seu legado profissional e ético manter-se-á não só nos profissionais deste Agrupamento, mas também numa geração de alunos que ajudou a crescer e a integrar-se na sociedade. Uma geração!

Adepto fervoroso do clube da terra, que insistentemente afirma ser um dos quatro grandes clubes de Portugal, o professor Virgílio mantém o “sonho” de ver o Sporting de Braga conseguir o título de campeão nacional de futebol. Contudo, Virgílio, duvido que seja esta época futebolística!
Por fim, meu caro Virgílio, tu que acompanhas o Sporting de Braga a vários locais do mundo, não te esqueças também de visitar um dos lugares mais dramáticos da história da humanidade: O?wi?cim!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

21 Abril 2019

Boas ações

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.