Correio do Minho

Braga,

- +

Norte 2020: a estratégia de desenvolvimento regional 2014-2020

O abandono e o adulto difícil

Ideias

2013-04-06 às 06h00

Vasco Teixeira Vasco Teixeira

Está em curso a iniciativa “Norte 2020”. Esta importante iniciativa da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) decorre até junho de 2013 e visa concertar um diagnóstico prospetivo, uma Estratégia e um Plano de Ação Regional para o próximo período de programação dos fundos estruturais a aplicar no período 2014-2020.

A iniciativa Norte 2020 visa responder aos desafios consagrados na estratégia Europa 2020 - a promoção de um crescimento inteligente, inclusivo e sustentável, e tem como objetivo incentivar o envolvimento e participação dos vários atores regionais no processo de definição da estratégia de desenvolvimento regional, que marcará o futuro da região Norte.

A sessão do lançamento do Norte 2020, decorreu na Alfândega do Porto no dia 4 de abril. A importância da auscultação, do debate, na reflexão e na consensualização de uma estratégia de futuro para a região Norte foi salientada pelo Vice-Presidente da CCDR-N, Engº Carlos Neves. Um dos grandes objetivos é alcançar a a convergência com as outras regiões europeias, ou seja, que a região Norte passe dos atuais 62,2% para 75% do PIB per capita médio da UE, é um dos objetivos do Norte 2020.

Os referenciais de planeamento e prospetiva regional já elaborados foram pontos de partida para a preparação do atual ciclo de programação pois representam um conhecimento acumulado e de interação com os agentes regionais. A visão estratégica enunciada na anterior iniciativa Norte 2015 pretendia tornar a região Norte capaz de “gerar um nível de produção de bens e serviços transaccionáveis que permita recuperar a trajetória de convergência a nível Europeu, assegurando, de forma sustentável, acréscimos de rendimento e de emprego da sua população e promovendo, por essa via, a coesão económica, social e territorial”.

A incerteza que marca o atual contexto económico, financeiro e os desafios que se enfrentam na Europa não só reforçam a pertinência da estratégia enunciada para a Região Norte, como inclusivamente, a torna ainda mais exigente. As grandes prioridades para a intervenção dos fundos comunitários definidas pelo governo no âmbito do chamado novo QREN (Quadro Estratégico Europeu 2014-2020) são: a competitividade da economia portuguesa e das regiões; a formação de capital humano; o desenvolvimento sustentável e a coesão social e territorial.

O próximo ciclo de financiamentos europeus terá de ser um instrumento de apoio das transformações estruturais do país, do aumento da competitividade e do combate ao desemprego. Será o motor da reindustrialização, da promoção da competitividade, do desenvolvimento científico e tecnológico e da inovação, do crescimento e internacionalização das PME e de uma especialização inteligente de base regional. É um período de oportunidades únicas a não desperdiçar pelo país nem pela região Norte.

O crescimento da economia portuguesa dependerá muito da capacidade de se estimular a competitividade a nível regional. Torna-se, assim, crucial para a estratégia de desenvolvimento regional Norte 2020 a aposta num desenvolvimento económico e tecnológico das regiões de uma forma efetiva, sustentável e inteligente. Deverá haver um reforço da relevância territorial da aplicação dos fundos europeus no próximo período.

Os fundos estruturais para o investimento terão de ser usados de modo racional, em estreita cooperação com os outros fundos europeus, garantindo coe-são, mais competitividade e emprego, e geridos segundo um modelo descentralizado para atender as especificidades de cada região. A aposta numa Região do Conhecimento e da Inovação, reforçada pelo investimento em Educação, I&D e Inovação é também essencial para o crescimento económico, competitividade das empresas e para o desenvolvimento da região Norte.

O Norte 2020 estimulará maiores laços de cooperação entre as universidades e centros tecnológicos com o tecido sócio-económico para assim fortalecer a base científico-tecnológica das empresas e contribuir para a promoção da competitividade através da especialização inteligente. Para isso, as regiões devem desenvolver as designadas Estratégias de Inovação Regionais para a Especialização Inteligente (Estratégias RIS3).

São agendas de transformação económica integradas de base local, para que os Fundos Estruturais da UE possam ser utilizados mais eficientemente e a que as sinergias entre as políticas europeias, nacionais e regionais, bem como os investimentos públicos e privados, possam ser intensificadas.

Especialização Inteligente significa identificar as características e os ativos exclusivos de cada região, realçar as vantagens competitivas de cada região e mobilizar as partes interessadas e os recursos a nível regional em torno de uma visão do futuro orientada para a excelência, explorando as respetivas oportunidades económicas e tendências emergentes, tomando medidas para potenciar o seu crescimento económico.

O Norte 2020 como uma Estratégia com Futuro para a região Norte, será o grande desafio mobilizador para projetar a nossa região num horizonte de crescimento inteligente, inclusivo e sustentável, de geração de emprego e coesão, de atração pelos investimentos regionais. O Norte 2020 marcará o futuro do Norte e exigirá uma articulação entre os principais atores institucionais da região, terá de envolver parcerias sólidas e ativas com as comunidades locais desenvolvendo potenciais sinergias e complementaridades entre os vários instrumentos de financiamento numa abordagem estratégica e integrada.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

21 Setembro 2019

Emergência Climática

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.