Correio do Minho

Braga, sexta-feira

O Primeiro Ano

A Casa de Chocolate

Ideias

2014-06-18 às 06h00

Analisa Candeias

Todos os anos, desde que me encontro a trabalhar na Escola de Enfermagem da Universidade do Minho, volto ao primeiro ano de vida académica. Todos os anos volto a viver os fundamentos desta profissão, volto a frequentar as bases para a construção da Enfermagem e todos os anos volto a descobrir o porquê da mesma me ter escolhido para a desenvolver e igualmente para a impulsionar. Todos os anos tenho sido caloira, volto a viver as primeiras experiências junto daqueles que se encontram mais frágeis e todos os anos encontro algo de novo e único nessas mesmas provas - que se fazem diariamente, no decorrer da profissão.

Todos os anos tenho vindo a tentar ensinar aos estudantes do primeiro ano da Licenciatura em Enfermagem como é ser enfermeiro, o que é, como se concretiza este facto - com a ajuda de todos os colegas que nos acompanham nas unidades de cuidados. Todos os anos tenho vindo a aprender que, cuidar de alguém que necessita da nossa ajuda é algo sempre em construção, sempre um caminho que se vai arquitetando. Todos os anos vivo o primeiro contacto com a Enfermagem, com aquele Outro, e posso assegurar que todas as primordiais aproximações durante a minha experiência no ensino foram muito semelhantes às que experimentei aquando a minha própria passagem por esse primeiro ano, que é pleno de novidades e emoções.

Todos os anos as descobertas junto dos estudantes que acompanho se fazem valer junto daqueles de quem temos vindo a cuidar - porque igualmente este ensino é realizado em conjunto. É única e especial a forma como um estudante de primeiro ano (iniciadíssimo nestas andanças da saúde e contradanças das necessidades do Outro) vê, descobre e mantém o contacto com alguém que demanda cuidados de Enfermagem, alguém esse que igualmente descobre no estudante de primeiro ano um sem número de desafios a colocar. E aos quais os estudantes fazem questão de responder, de ultrapassar e de os lançar para novas esferas de criatividade de cuidados.

Todos os anos defino que me mantenho nesta profissão, não pelo que a Enfermagem me incita a realizar e desenvolver, mas sim pelo que me oferece na simplicidade do cuidado ao Outro. Porque todos os anos descubro, em conjunto com os iniciados em Enfermagem, que a essência da mesma existe na naturalidade de coexistir, de ser, estar e colocar em comum. E orientar alguém nesta descoberta, neste caminho que se vai arquitetando, é algo que deve ser cumprido igualmente com seriedade e muito respeito. Afinal, similarmente os iniciados são por vezes o Outro, que sugerem cuidados muito especiais.

Todos os anos sou eu própria estudante. Todos os anos são, igualmente para mim, definidos novos caminhos e rumos na Enfermagem, seguindo linhas condutoras de ação para o desenvolvimento proactivo de uma profissão moderna, assente em pilares de uma simplicidade que se funde na complexidade das pessoas de quem cuido e daqueles iniciados com quem me encontro a progredir, e a aprender. São anos que têm sido feitos de grandes experiências, de grandes encontros com os diferentes membros das nossas comunidades - e nos quais tenho vindo a reconhecer a importância e vitalidade da Enfermagem no âmbito dos cuidados de saúde.

Todos os anos recomeço, juntamente com aqueles que estão a começar. E inicio os mesmos caminhos que já percorri - que me dão a oportunidade de reconhecer paisagens e ambientes diferentes, que constituem a Enfermagem de que faço parte. Todos os anos encontro novos desafios, mais contemporâneos, mais atuais, que são o espelho do que a sociedade vive nas suas diferentes esferas. Mas todos os anos encontro respostas diferentes, todas corretas e verdadeiras, que contribuem para a simplicidade e naturalidade com que se realiza esta profissão.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

24 Maio 2019

Vote

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.