Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Portugueses reciclam cada vez menos? Não, na área da Braval reciclam cada vez mais!

Cancro do Pulmão – de que morrem os portugueses

Ideias

2018-11-14 às 06h00

Pedro Machado

Na semana passada, foi divulgada uma notícia na imprensa nacional cujo título era: “Portugueses fazem mais lixo e reciclam cada vez menos”. Efetivamente, trata-se de uma conclusão preocupante, tendo em conta que as metas de reciclagem definidas pela União Europeia, para 2020, são metas nacionais.
Na área da Braval, as notícias são bem melhores, a reciclagem tem aumentado e em 2017, não foi exceção! A Braval recolheu 15.955 toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos existentes na área de abrangência da Braval (Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde), mais 517 toneladas do que em 2016.

No total, os resíduos valorizáveis: vidro, papel e embalagens, juntamente com a recolha de outros resíduos recicláveis: Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE), Pilhas e Acumuladores, Círios e Velas e Óleos Alimentares Usados (OAU´s), bem como os pneus usados recebidos, atingiram cerca de 18.000 toneladas.
A recolha de OAU´s aumentou 1,7%, tendo sido recolhidos 74.889 litros, mais 1.259 litros relativamente a 2016.
Nos contentores instalados nos cemitérios foram recolhidas 74 toneladas de círios e velas, mais 3 toneladas do que em 2016.

Em termos de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE´s) e Pilhas e Acumuladores, foram recolhidas 274 toneladas, mais 21 toneladas do que em 2016. Apenas a receção de pneus usados diminuiu 267 toneladas, no total foram recebidas 1.541 toneladas de pneus usados.
Portanto, só nos podemos orgulhar, a empresa e a população que para isto contribuiu, da nossa tendência ser de crescimento, fugindo à média nacional.
Apesar de tudo, na área da Braval, a quantidade de resíduos indiferenciados produzida também aumentou em 2017, ou seja, ainda que os recicláveis tenham aumentado, os indiferenciados também aumentaram, estamos efetivamente a produzir mais lixo.

É, portanto, inquestionável que em Portugal se produz cada vez mais lixo, contrariando o definido nos planos estratégicos, que apontam a prevenção da produção de resíduos como o caminho a seguir.
Daí que iniciativas como a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, da qual a Braval é a entidade coordenadora na nossa área de abrangência, que decorre de 17 a 25 de novembro, por toda a Europa, sejam cada vez mais importantes para alertar para a necessidade urgente de prevenir a produção de resíduos, de modo a conseguirmos ser uma sociedade cada vez mais sustentável.

Atitudes como recusar brindes desnecessários, comprar menos produtos embalados e mais a granel, evitar os plásticos descartáveis, doar ou reutilizar bens, reparar em vez de comprar novo, entre muitos outros hábitos que, a longo prazo, farão toda a diferença.
A União Europeia definiu uma hierarquia de gestão de resíduos, que deve ser seguida por todos os Estados-Membro, cuja base é precisamente a prevenção e, só depois, reutilização, reciclagem, valorização e, por último, eliminação.
Prevenção é, acima de tudo, evitar que algo se torne lixo. E esta atitude tem de partir de cada um de nós, do cidadão comum, logo no ato de consumo.
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

12 Dezembro 2018

Reciclar com civismo

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.