Correio do Minho

Braga, terça-feira

Pronomes pessoais

Estádio de sítio

Escreve quem sabe

2019-01-13 às 06h00

Cristina Fontes

*Faz-la.
*põe-a.
*deram-la.
*comerão-no.

Estas e outras formas erradas de usar os pronomes pessoais em adjacência verbal são muito frequentes na linguagem oral.
Há pronomes pessoais que surgem sempre junto de um verbo: são os pronomes pessoais átonos.
Geralmente, estes pronomes colocam-se a seguir ao verbo, unidos a ele por um hífen (ex.: A Ana comprou-os. [complemento direto]; A Ana comprou-lhe um livro. [complemento indireto]).
Quando os pronomes pessoais o, a, os, as estão colocados depois do verbo, podem apresentar outras formas, dependendo da terminação da forma verbal.
• Se a forma verbal termina em -r, -s ou -z, estas consoantes desaparecem e os pronomes o, a, os, as assumem as formas lo, la, los, las (ex.: Ele vai lê-los. [ler + os]; Nós vimo-lo. [vimos + o]; Ele fá-la [faz + a]).
• Se a forma verbal termina em ditongo nasal (-am, -ão, -õe, -em), os pronomes o, a, os, as assumem as formas no, na, nos, nas (ex.: Eles leram-nos. [leram + os]; Põe-na [põe + a]; Mantém-no. [mantém + o]).
Em frases que contêm uma palavra negativa (não, ninguém, nenhum, nunca, jamais, nada…), o pronome pessoal coloca-se sempre antes da forma verbal. (ex.: Ninguém viu o Rui. / Ninguém o viu.).
Em frases iniciadas por pronomes e advérbios interrogativos o pronome pessoal coloca-se sempre antes da forma verbal (ex.: Porque telefonaste ao Rui? / Porque lhe telefonaste?).
Quando o verbo é antecedido de certos advérbios (bem, mal, ainda, já, sempre, só, talvez, também, apenas…), o pronome pessoal também se coloca antes da forma verbal (ex.: Ele ouviu o Rui cantar; Ele ouviu-o cantar. Ele já o ouviu cantar.).
Os pronomes pessoais átonos surgem no interior do verbo em duas situações:
• na conjugação do futuro do indicativo e do condicional [complemento indireto] (ex.: Escreverei ao Rui; escrever-lhe-ei [escrever + lhe + ei] - Escreveria ao Rui; escrever-lhe-ia [escrever + lhe + ia]).
• na conjugação do futuro do indicativo e do condicional [complemento direto] (ex.: Farás a cama; fá-la-ás [fazer + a + ás] - Farias a cama; fá-la-ias [fazer + a + ias]
Nota: na utilização do pronome pessoal, forma complemento direto, no futuro do indicativo e no condicional, temos de atender a certas regras: (i) retira-se o -r, e os pronomes o, a, os, as assumem as formas lo, la, los, las (fará | fá-lo-á); (ii) se, depois de retirar o –r, o radical terminar em –a acrescenta-se um acento agudo (dará | dá-lo-á); (iii) se, depois de retirar o –r, o radical terminar em –e ou -o acrescenta-se um acento circunflexo (porá | pô-lo-á; lerá | lê-lo-á); (iii) se, depois de retirar o –r, o radical terminar em –i, não se coloca acento gráfico (decidirá | decidi-lo-á).
Nos tempos compostos (em que o verbo auxiliar é ter ou haver), o pronome deve ser colocado depois do verbo auxiliar e antes do principal, em frases afirmativas (ex.: Tenho-lhe dito isso; Tenho-o dito muitas vezes) e antes de ambos em frases negativas (ex.: Não lhe tenho dito isso; Não o tenho dito muitas vezes).
Quando o verbo auxiliar não é ter ou haver, seguido do infinitivo, devemos privilegiar (no discurso formal escrito e oral) o uso do pronome após o verbo principal (ex.: posso telefonar-lhe? Quero contar-te um segredo). Num registo menos formal, na oralidade, há linguistas que aceitam a utilização do pronome a seguir ao verbo auxiliar (ex.: posso-te telefonar? Quero-te contar um segredo).
Boa semana.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

19 Fevereiro 2019

Impostos

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.