Correio do Minho

Braga,

- +

PROVE, é cá da terra!

O amor nos tempos da cibernética

Escreve quem sabe

2016-12-03 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

O PROVE é um projecto de comercialização de produtos agrícolas em circuito curto entre pequenos produtores agrícolas e consumi- dores, com recurso às tecnologias de informação e comunicação, que começou a desenvolver-se como experiência piloto em 2006, tendo os bons resultados alcançados permitido a sua replicação e alargamento da metodologia a outros territórios.

Actualmente a metodologia PROVE está em pleno funcionamento em praticamente todos os distritos. No de Braga, os concelhos de Amares, Barcelos, Braga, Póvoa de Lanhoso e Vila Verde já fazem parte desta rede de produtores e consumidores, graças ao trabalho da ATAHCA na dinamização e implementação desta iniciativa desde 2011.

Ao adquirir o cabaz PROVE poderá conhecer as pessoas que trabalham a terra, descobrir as suas histórias e experiências, e saborear as frutas e legumes da época produzidos e comercializados localmente, colhidos e entregues bem frescos no próprio dia aos consumidores. A comercialização de proximidade permite uma nova aproximação entre as comunidades rurais e urbanas, fomentando a solidariedade entre os produtores locais e os consumidores, construindo laços de confiança e cooperação entre quem produz e quem consome, assim como contribui para a sustentabilidade ambiental dos territórios ao promover a redução da pegada ecológica dos alimentos.

O contacto directo entre produtores e consumidores permite a partilha de um conjunto de informações sobre os métodos de produção mais sustentáveis, preservação das variedades regionais, qualidade dos produtos, desejos e motivações dos clientes, entre outras.

Graças ao PROVE os produtores agrícolas locais têm conseguido: rentabilizar melhor as suas explorações; incrementar o escoamento dos seus produtos; obter um pagamento mais justo e atempado da venda dos mesmos; melhorar o relacionamento com os consumidores; integrarem uma rede e uma marca nacional (PROVE) que lhes confere notoriedade e contribui para a dignificação da actividade de agricultor; terem acesso a formação, apoio técnico especializado, contactarem com outros produtores, trocarem experiências e conhecimentos e melhorarem a capacidade para lidarem com as novas tecnologias.

Os consumidores ao aderirem a este novo conceito, compram directamente aos produtores, estabelecem com eles um relacionamento de proximidade, conhecem a forma como são cultivados os produtos, recuperam o consumo de variedades regionais de hortícolas e frutas que já não encontram noutros mercados, de que são exemplos a maçã “Porta da Loja”, a “Pêra Amorim”, a “Laranja de Amares”, o feijão-verde rajado ou o feijão amarelo miúdo ou “moleiro”, recuperando aromas e sabores tradicionais da terra há muito tempo afastados dos seus sentidos e guardados apenas na sua memória.

O funcionamento do PROVE assenta na criação de núcleos, com um grupo de 2 ou mais produtores, que semanalmente fornecem a um conjunto de consumidores um cabaz de produtos hortofrutícolas da época, colhidos no próprio dia da entrega. O preço e a quantidade do cabaz semanal de produtos depende do território seleccionado e da escolha do consumidor, o qual tem a possibilidade de através do www.prove.com.pt, escolher o local de entrega que melhor satisfaça as suas necessidades, acedendo à zona de encomendas e seleccionando da lista de núcleos disponíveis no distrito onde reside, aquele que fica mais próximo de si. Depois escolhe entre um cabaz semanal ou quinzenal e se quer um pequeno ou grande.

A ATAHCA dinamiza já seis núcleos PROVE no Cávado, a saber:
Vila Verde (sexta-feira - 17h30;18h30) - edifício da antiga escola primária;
Braga (sexta-feira - 17h30;18h30 e sábado - 11h30; 12h30) - Creche da Cruz Vermelha; Hospital de Braga (exclusivo p/ colaboradores - sexta-feira-16-17h);
Póvoa de Lanhoso (quinta-feira - 17h;18h)- Banco do Voluntariado e em Barcelos (segunda-feira - 18h;19h)- ala empresarial do Estádio Municipal.

Actualmente a rede nacional PROVE conta com uma parceria de 19 Associações de Desenvolvimento Local, com 132 produtores que fornecem directamente 7.000 consumidores, o que demonstra a importância de produzir e consumir localmente e as vantagens ambientais, económicas e sociais que daí advêm.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.