Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Sugestões para caminhantes (conclusão)

A avestruz risonha que tocava Strauss

Escreve quem sabe

2015-03-14 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

Calcular o ritmo da passada
O tempo que demora a percorrer uma determinada distância ou quão longe chega num determinado período de tempo dependerá de uma série de factores, desde o seu nível de condicionamento físico e comprimento da passada, das vezes que pára para descansar ou para desfrutar da paisagem, bem como do peso da mochila que transporta.
As coisas também podem variar a qualquer momento. O tempo pode mudar ou as crianças que estão consigo podem cansar-se. Toda a gente anda num ritmo diferente, mas em média a maioria dos adultos pode andar 4 km por hora. Se é novo nestas coisas ou se estiver em recuperação de uma doença, permita-se mais tempo. Caminhantes experientes, muitas vezes, andam mais rápido do que isso. Seja qual for o seu ritmo, o tipo de piso vai ter influência. As pessoas andam mais rápido em superfícies mais lisas como estradas, calçadas e caminhos pavimentados em geral, enquanto em terreno irregular e nas superfícies mais difíceis como lama ou áreas pantanosas, cascalho e areia andam mais lentamente. E há os montes a ter em consideração. Segundo a ”Regra de Naismith” (idealizada pelo alpinista William Wilson Naismith, em 1892) calcule uma hora para cada 5 km e mais meia hora por cada 330m a subir, então precisa levar em consideração mais tempo para um passeio que inclui subidas. Ao calcular o ritmo, a coisa mais importante é conhecer as suas limitações e as das pessoas que o acompanham. Não é divertido ser deixado para trás, por isso, se está a andar com outras pessoas, deve ajustar a sua velocidade à do membro mais lento e encorajá-lo.


Famílias com crianças pequenas
Andar a pé é uma ótima atividade para fazer em família, não importa que idades têm os seus filhos, mas há algo de especial sobre iniciar uma nova geração nas alegrias das caminhadas ao ar livre, assim que suas jovens pernas os possam carregar.
Para muitos pais as suas memórias de caminhadas em crianças só por si são um forte incentivo para andar a pé em família, já para aqueles que são estreantes, o facto de terem crianças pode ser um catalisador para sair para o ar livre, para benefício de toda a família.
Caminhar de e para a creche ou escola, quando possível, é uma maneira ideal para estabelecer uma caminhada como parte da vida familiar e muitas escolas e autoridades locais têm elaborado rotas e pedibus para tornar o andar divertido e seguro para as crianças.
Se tem crianças que ainda não podem ir muito longe pelo seu pé, pode levar um carrinho de bebé e elas podem caminhar pelo menos parte do caminho.
Uma vez que já iniciou as crianças nas caminhadas, a parte mais difícil pode ser mantê-las interessadas. Exercitar o cão da família é uma maneira simples de adicionar algo diferente a uma caminhada, mas há muitas outras fáceis e gratuitas. Jogos, objetos a recolher ou até mesmo caça ao tesouro podem ajudar a animar caminhadas de crianças desinteressadas. Também pode considerar a adição de um piquenique para que eles tenham algo mais a motivá-los a seguirem em frente.
E, às vezes, as crianças simplesmente gostam de estar envolvidas. Pode ensiná-las a ler o mapa, ajudá-las a arrumar a mochila, levar uma câmara para que elas utilizem ou deixá-las convidar um amigo.
Para evitar o cansaço excessivo dos seus pequeninos, vá no seu ritmo e escolha caminhadas curtas ou tenha um plano B para fazer um corte no percurso, se necessário. É melhor deixá-los desejosos da próxima caminhada do que de mau humor e relutantes para outro passeio.
Certifique-se de que eles estão equipados com a roupa e calçado adequados para que não fiquem com frio, calor ou molhados. No Verão o chapéu e protetor solar - bem como um anti-insectos - são essenciais, enquanto no Inverno é ter algumas camadas de roupa à mão.
Prepare-se para fazer paragens para WC e comer/beber (leve consigo lanches e bebidas) e planeie com antecedência como chegar ao local da caminhada. Escolha passeios com estacionamento ou ligações de transporte próximos do seu ponto de partida, para manter as suas energias e atenção na caminhada em si.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

15 Outubro 2019

Outubro um mês associativo

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.