Correio do Minho

Braga,

Um futuro europeu sustentável

Amigos não são amiguinhos

Ideias

2018-11-15 às 06h00

Sofia Colares Alves

O desenvolvimento sustentável está, desde há muito, no cerne do projeto europeu. A União Europeia está empenhada num desenvolvimento que satisfaça as necessidades do presente sem comprometer as das gerações futuras. Foi com isto em mente que, em 2015, a União Europeia adotou a Agenda 2030 das Nações Unidas e os respetivos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma iniciativa ambiciosa com vista ao desenvolvimento económico, social e ambiental sustentável à escala global até 2030. Os objetivos? Combater as alterações climáticas, todas as formas de pobreza e as desigualdades mais gritantes. No fundo, assegurar que ninguém fica de fora!

A União Europeia desempenha um papel ativo na aplicação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que abrangem vários aspetos importantes das nossas vidas, tais como saúde, educação, igualdade e ambiente. São objetivos que nos tocam a todos e que exigem que se continue a apostar na sua concretização. Por essa razão, os ODS encontram-se completamente integrados nas políticas europeias e nas prioridades atuais da Comissão Europeia.

Recentemente, o Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia, publicou um relatório onde monitoriza o progresso na aplicação dos objetivos na Europa nos últimos anos. Por um lado, esse relatório mostra que melhorámos substancialmente a qualidade da saúde e do bem-estar e valorizámos uma educação de qualidade, Objetivos 3 e 4, respetivamente. Investimentos na política energética da União Europeia deram frutos na concretização do Objetivo 7, "Energias renováveis e acessíveis". Por outro lado, há certas metas para as quais ainda é preciso canalizar mais esforços, como é o caso do Objetivo 10, "Reduzir as Desigualdades", já que são ainda grandes as disparidades de rendimentos nos Estados-Membros. São dados como estes que permitem avaliar quais as áreas que requerem um maior empenhamento para que todos beneficiem de uma boa qualidade de vida e bem-estar.

É certo que que temos ainda um longo caminho a percorrer se queremos crescer de forma sustentável até 2030. Mas em conjunto, cidadãos europeus, Estados-Membros e União Europeia, conseguiremos cooperar em consonância com a Agenda 2030 e deixar um planeta mais saudável às próximas gerações!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.