UMinho capta 15 a 20 por cento do financiamento da União Europeia à Ciência

Ensino

autor

José Paulo Silva

contactar num. de artigos 2173

Equipas da Universidade do Minho (UMinho) são responsáveis por 15 a 20 por cento do financiamento da União Europeia à investigação através do programa Horizonte 2020, sustentou ontem, no Parque Tecnológico Avepark, o vice-reitor da Universidade do Minho para a Investigação. No dia em que se assinalou o 10.º aniversário do European Research Council (ERC), Rui Reis declarou ao ‘Correio do Minho’ que há ainda espaço para a UMinho conquistar ainda mais financiamento comunitário, uma vez que este está “muito concentrado num pequeno grupo de pessoas e grupos”.

O Grupo 3 B’s - Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos, onde decorreu uma das muitas acções ‘ERC Day’, é exemplar no que respeita à captação de fundos europeus, nomeadamente de bolsas científicas atribuídas pelo ERC.
O próprio Rui Reis é detentor de uma bolsa para investigador avançado do ERC, no valor de 2,35 milhões de euros para o desenvolvimento do projecto ‘ComplexiTE’, na área da medicina regenerativa.

No encontro de ontem, Alexandra Marques e Ana Rita Duarte, investigadoras do Grupo 3B’s recentemente reconhecidas com bolsas de consolidação de carreira do ERC, no valor de um milhão de euros cada, apresentaram dicas úteis para candidatura àqueles incentivos financeiros.
Alexandra Marques viu reconhecida a valia da investigação que está a fazer sobre modelos de pele em três dimensões, enquanto Ana Rita Duarte está a desenvolver solventes de nova geração.
No concurso de 2016, o Grupo 3 B’s arrecadou duas das quatro bolsas de consolidação de carreira do ERC.

Nos diversos concursos do ERC, a Universidade do Minho conquistou cinco bolsas. Para além das dias de consolidação de carreira, uma de iniciação de carreira e bolsas avançadas para cientistas estabelecidos.
“A ideia da reitoria da UMinho é que haja muito mais gente de outras áreas a ir buscar esse investimento, e não apenas o 3B’s e outros grupos mais fortes”, considerou Rui Reis, destacando que as Ciências Sociais e Humanas têm, no ERC, o mesmo envelope financeiro que as engenharias ou outras áreas mais tecnológicas.
O vice-reitor para a Investigação relevou que a UMinho tem “centros de bastante qualidade” nas Ciências Sociais e Humanas que poderão também aproveitar os fundos do ERC.

Infraestruturas de Portugal e Câmara viabilizam acessos ao Avepark e Ecovia

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, preside hoje, em Guimarães às cerimónias de assinatura dos contratos para a construção da via de acesso ao AvePark e da ecovia Guimarães-Fafe.
Às 17 horas, no cais de embarque da estação da CP de Guimarães, é assinado o contrato de concessão do espaço canal do tramo desativado da Linha de Guimarães para a construção da ecovia. O acordo é oficializado entre o presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, e o presidente do conselho de administração da Infraestruturas de Portugal, António Laranjo.

A ecopista de Guimarães tem uma extensão de 14,13 quilómetros e integra o Plano Nacional de Ecopistas, conjuntamente com outras oito ecopistas de norte a sul do país, construídas em canais ferroviários sem exploração.
Às 18 horas, no auditório do AvePark, é formalizado o protocolo para a construção da via de acesso a este Parque de Ciência e Tecnologia. O programa da sessão inclui a exibição de um vídeo de apresentação do Programa de Valorização de Áreas Empresariais, seguindo-se uma declaração do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d’ Oliveira Martins e do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia