Viana do Castelo: 'Realizar o Potencial Jovem' leva 500 jovens a conhecer oportunidades de desenvolvimento pessoal

Alto Minho

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34992

A Associação Juvenil de Deão - AJD, de Viana do Castelo, e a Associação Juvenil YUPI, de Vila Nova de Famalicão, reuniram 100 jovens da região do Alto Minho e da região do Ave, ao longo de 2016 e 2107, para uma capacitação intensiva sobre programas de apoio aos/às próprios/as jovens, nas áreas do voluntariado, da empregabilidade, da habitação, do empreendedorismo e da mobilidade internacional.

O projeto “Realizar o Potencial Jovem - RPJ” é implementado pelas 2 associações juvenis e financiado pelo Programa Erasmus + Juventude em Ação (KA3 - diálogo estruturado) e tem por missão uma tríade de objetivos: 1) informar os/as jovens e técnicos/as de juventude sobre programas de apoio à realização pessoal e profissional dos/as jovens; 2) auscultar o mesmo público sobre as possíveis melhorias a implementar nos diferentes programas de apoio e gerar novas ideias de apoios em falta; 3) influenciar processos de tomada de decisão local e nacional sobre os mesmos programas para que possam ir mais ao encontro das necessidades dos/as jovens, em constante e rápida mudança.

Após estas sessões de capacitação, estes/as 100 jovens dinamizaram ações de multiplicação em Viana do Castelo e em Vila Nova de Famalicão, iniciando um plano de disseminação do que aprenderam (incluindo oportunidades de Serviço Voluntário Europeu, intercâmbios juvenis, voluntariado local, programas de apoio à habitação, estágios emprego, campos de trabalho internacionais, entre outros programas de apoio à juventude) e já abrangeram um número de 400 jovens do Alto Minho e do Ave, contando com o apoio da Associação Juvenil de Deão e da Associação YUPI para o efeito. Em Viana do Castelo, até ao momento, estas ações de multiplicação foram realizadas na Escola Secundária de Santa Maria Maior, Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Escola Secundária de Ponte de Lima e Escola Profissional do Minho - Esprominho.

Assim, numa lógica de educação entre pares e utilizando metodologias de educação não formal, estes/as jovens multiplicadores/as já envolveram, informaram e comprometeram mais 400 jovens na construção de projetos pessoais com maior significado e valor para o/a próprio/a jovem.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia