Hans-Jörg Albrecht: “Multidisciplinaridade do curso de Criminologia deve ser replicada”

Ensino

autor

Isabel Vilhena

contactar num. de artigos 1289

“A licenciatura de Criminologia da Universidade do Minho está a fazer uma aproximação muito interessante, cooperando em diferentes áreas, como a Sociologia, Psicologia e o Direito”. A afirmação é de Hans-Jörg Albrecht, director do Max Planck Institute for Foreign and International Criminal Law, em Friburgo, na Alemanha.

Hans-Jörg Albrecht foi a figura distinguida este ano com a Cátedra Lloyd Braga, numa proposta conjunta dos Instituto de Ciências Sociais, da Escola de Direito e da Escola de Psicologia, focada na área científica da Criminologia. O programa inclui, para além da Aula Aberta, proferida ontem pelo docente alemão, Hans-Jörg Albrecht, sobre ‘Retenção de Dados de Trânsito de Telecomunicações, Processo Penal e Controle de Crime’, duas palestras e uma reunião de investigadores, tendo por objectivo assinalar a relevância das abordagens trans e multidiciplinares a respeito do fenómeno do crime nas sociedades contemporâneas. Uma multidisciplinaridade que, segundo, o docente alemão é “cada vez mais importante, mas ainda muita rara”, destacando o exemplo do que já se faz na área da Criminologia da Universidade do Minho, defendendo a replicação do seu exemplo.

Por seu turno Clara Calheiros, presidente da Escola da Direito da UMinho reforçou a aposta neste projecto de ensino multidisciplinar, defendendo a sua afirmação no domínio da investigação em criminologia.
Segundo o reitor António Cunha, a Cátedra honra a memória de uma figura “muito importante” na vida da academia minhota, além de constituir um “acto de internacionalização da universidade, estreitando laços e permitindo a interacção com personalidades de referência em diferentes áreas”.

No último acto oficial da Fundação Carlos Lloyd Braga que irá transformar-se em associação, o presidente Carlos Alberto Sousa, garantiu a continuidade da Cátedra, considerando que “faz todo o sentido na medida em que esta é uma universidade dinâmica e vai criando novas áreas de saber e de investigação, onde é necessário trazer gente de fora para dinamizar essa evolução natural da universidade”.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia