Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Academia cruza sabores e saberes em receita para fazer crescer os negócios
Sá de Miranda acolhe primeira residência artística de dança

Academia cruza sabores e saberes em receita para fazer crescer os negócios

Corta-Mato escolar animou Escolas Braga-Oeste

Academia cruza sabores e saberes em receita para fazer crescer os negócios

Vale do Ave

2019-10-19 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Roteiro da Inovação deu a conhecer a AESACADEMY, em Ruivães, uma academia onde a formação é o principal ingrediente para fazer crescer os negócios das empresas do canal Horeca.

Uma Academia de Sabores cuja receita de crescimento foi ir ao encontro das necessidades do mercado do canal Horeca, incluindo restaurantes, hotéis e cafés. Foi assim que cresceu a AESAACADEMY, localizada em Ruivães, concelho de Vila Nova de Famalicão, que se dedica à formação profissional.
O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, apontou ontem a AEASACADEMY como “uma ferra- menta ao serviço do crescimento de outras empresas”.
A academia de formação profissional esteve ontem em destaque no Roteiro da Inovação de Vila Nova de Famalicão.
Com a sua visita, o presidente da Câmara quis “mostrar a todos o que de muito bom aqui se faz”.

Paulo Cunha lembrou que a estrutura - instalada no Centro Empresarial Nortada - nasceu focada numa área específica, mas cedo percebeu que havia necessidades no mercado que exigiam outras competências e outros serviços, avançando para a verticalização e contribuindo para que outras propostas económicas possam crescer e ser bem sucedidas.

O autarca famalicense destaca ainda o sector em que esta academia se especializou e que “é particularmente relevante para Famalicão”, aludindo ao peso da gastronomia “na dinâmica e no fulgor turístico-cultural” do concelho.
Paulo Cunha assume que “o concelho também é visitado pela excelência da oferta gastronómica”.
Neste contexto, o edil sustenta que qualificar os recursos humanos - desde os empresários aos cozinheiros, passando pela sala - “é essencial para as propostas na área da gastronomia serem bem sucedidas”. “Mais que a história e a tradição, é importante que a nossa gastronomia tenha qualidade e valor acrescentado” reforça.

Futuro passa pela internacionalização e por novas áreas de negócio

Pela AESACADEMY - que arrancou em Outubro de 2017 - já passaram, até Maio deste ano, mais de 300 formandos.
Numa academia, onde a formação pode ser delineada à medida das necessidades do(s) formando(s), a aposta centra-se, agora, na internacionalização e poderá passar, também, pela criação de de oferta de alojamento, explicou ontem o director-geral, António Rodrigues. A partir de 28 de Outubro, a AESACADEMY irá receber 16 formandos de S. Tomé para um curso de pastelaria, mas já tem acolhido formandos de outros países, confirma António Rodrigues que anunciou a intenção de construir uma unidade de alojamento, cuja concretização está dependente da elegibilidade do projectos a fundos comunitários ou outra fonte de financiamento. Além das instalações, a academia está dotada de horta onde os alunos podem colher os legumes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.