Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Arraial do melão casca de carvalho teve enchente de público e de animação
Ataques desafinados, má fortuna e sol ardente ditaram nulo entre Dumiense e Brito

Arraial do melão casca de carvalho teve enchente de público e de animação

‘Lamas em Movimento’ é um exemplo de motivação para a prática física

Arraial do melão casca de carvalho teve enchente de público e de animação

Cávado

2019-08-14 às 14h39

Redacção Redacção

Na Rota das Colheitas, o 10.º arraial do melão casca de carvalho levou milhares de pessoas a Soutelo durante os três dias do certame que combinou gastronomia, música e convívio.

Milhares de pessoas passaram pelo Espaço Ténis, em Soutelo, concelho de Vila Verde, para desfrutar de um arraial à boa moda do Minho. Durante três dias, o 10.º Arraial do Melão Casca de Carvalho foi palco para saborear as iguarias da gastronomia regional, dançar ao som da música popular e degustar o saboroso melão casca de carvalho.
Um dos grandes destaques do evento, organizado pela Junta de Freguesia de Soutelo com o apoio de dezenas de voluntários locais, vai para noite de sábado, em que a cozinha típica do Minho e o rei do improviso e das desgarradas, Augusto Canário, arrastaram milhares de pessoas à iniciativa que entra "Na rota das colheitas" do Município de Vila Verde.

Não foram só soutelenses que marcaram presença no arraial. Houve quem fizesse muitos quilómetros para comparecer na festa. Diogo Ribeiro, natural da Maia, é um desses exemplos. “Falaram-me do arraial, convidaram-me a vir cá jantar e não me arrependo. Come-se muito bem e o melão é muito saboroso”, referiu.
Por sua vez, João Almeida descobriu o arraial por acidente. “Estava a ir para Braga e vi que havia festa aqui. Decidi parar para jantar. Estou a gostar muito do ambiente, é uma típica festa minhota”, disse.
Quem também chegou de longe foi Hélvio Gonçalves, de Celorico de Basto. “Vim aqui jantar com a minha namorada. É a primeira vez que vimos cá, mas estamos a gostar. É um arraial com muito bom espírito e nota-se que as pessoas estão alegres”, sublinhou.

Um dos grandes atractivos do arraial é a típica gastronomia minhota. Caldo verde, sardinhas, porco no espeto, frango assado eram algumas das opções que o público tinha ao dispor para jantar no recinto, mas, nenhuma conseguiu ofuscar o brilho do rei da festa: o melão casca de carvalho, um fruto característico de Soutelo e do concelho de Vila Verde, que tem um sabor único e inconfundível e atrai anualmente inúmeras pessoas ao concelho.
As barraquinhas de doçaria e artesanato completavam o recinto, muitas das quais geridas por associações locais.

A animação musical foi constante, mas a maior enchente foi para assistir à actuação de Augusto Canário & Amigos.
Destaque também para a atuação dos Tukanos, o after-party com DJ Sá, o Encontro de Folclore e a Noite de Gerações, com os DJs Rui e Cirilo.
O passeio de motorizadas completou o cartaz de mais um arraial em Soutelo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.