Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Bolas paradas aniquilaram o sonho das Guerreiras do Minho
‘Acertar agulhas’ do caminho que liga Braga a Santiago

Bolas paradas aniquilaram o sonho das Guerreiras do Minho

Arranca construção da Via Ciclo-Pedonal de Famalicão

Desporto

2019-06-16 às 06h00

Joana Russo Belo

SC Braga surpreendido na recepção ao Benfica, na segunda mão da final do campeonato nacional de juniores. Guerreiras tinham vantagem de um golo, mas as encarnadas deram a volta à eliminatória e festejaram título com um bis de Ana Assucena.

Um sonho travado pelas bolas paradas. A equipa feminina de sub-19 do SC Braga desperdiçou o título nacional, ao perder em casa, na Cidade Desportiva, frente ao Benfica, por 0-2, naquela que foi a única derrota da época. Guerreiras entraram em campo com uma vantagem de um golo obtida na primeira mão da final do Campeonato Nacional de Juniores, mas acabaram traídas pela eficácia encarnada nas bolas paradas e por um bis de Ana Assucena, numa tarde inspirada, que acabou por oferecer o título nacional ao Benfica.

Com casa cheia nas bancadas, o SC Braga entrou confiante pela vantagem na eliminatória, no entanto, foi o Benfica a assumir os destinos do encontro e a criar perigo logo nos minutos iniciais, perante uma equipa arsenalista a jogar mais na expectativa.
Ana Assucena obrigou Babi a duas boas intervenções e na outra baliza só perto dos 15 minutos é que Ana Teles deu o primeiro sinal, numa tentativa de chapéu a Carolina Vilão.

Bem mais pressionante, a equipa encarnada chegou ao golo com um cabeceamento certeiro de Ana Assucena, na sequência de um livre, aos 21 minutos. Golo que deixava tudo em aberto.
Na segunda parte, esperava-se maior criatividade da equipa arsenalista, mas a verdade é que as guerreiras sentiram sempre muitas dificuldades nas transições e impuseram pouca velocidade na troca da bola. Até que foram, novamente, surpreendidas numa bola parada, desta vez num livre directo de Ana Assucena, que só parou no fundo das redes.
A precisar de reagir, faltou inspiração ao SC Braga e só perto do final levou perigo dos pés de Kika e num remate de Rafa, mesmo à boca da baliza. No final, as lágrimas expressavam o desalento das guerreiras.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.