Correio do Minho

Braga, terça-feira

Casa Fundevila reinventa-se com charme
UMinho em programa revolucionário de monitorização da biodiversidade

Casa Fundevila reinventa-se com charme

Cortejo, folclore, cãominhada e cavalos animam Santo António em Vila Verde

Economia

2019-05-20 às 11h34

Redacção

A Casa Fundevila, em Soutelo, Vila Verde, mantém o charme de hotel rural, mas reinventou-se nos espaços e ganhou um novo atractivo - o restaurante - aberto ao público todos os dias.

A Casa Fundevila, em Soutelo, Vila Verde, mantém o charme de hotel rural, mas reinventou-se nos espaços e ganhou um novo atractivo - o restaurante - aberto ao público todos os dias.
O novo restaurante foi inaugurado no sábado com um cocktail e animação q.b. que deixa antever o que ali pode apreciar.
Todo o espaço da Casa Fundevila, ‘plantada’ nas proximidades da praia fluvial do Mirante, foi transformado, no último ano, preservando a ruralidade da envolvente, ao mesmo tempo que cresceu no conforto e qualidade que proporciona aos seus hóspedes e clientes.

Bom acolhimento e boa cozinha são apostas, como explica um dos novos proprietários, Charles Dieulot, que cativou para o novo projecto uma equipa de profissionais, desde o hotel ao restaurante.
Charles Dieulot conhece a Casa Fundevila há cerca de 20 anos como cliente e, no último ano, procurou imprimir-lhe uma nova dinâmica que não pára por aqui, já que há uma segunda fase de ampliação do alojamento que neste momento disponibiliza dez quartos que foram totalmente remodelados.

Por enquanto são muitos os turistas estrangeiros, mas também pessoas que vêm a trabalho, refere Carla Pimenta que integra a equipa liderada pela directora do hotel, Fátima Almeida.
O que é para manter é a relação qualidade-preço, garante Charles Dieulot que considera imperativo manter preços razoáveis.

A ideia do novo proprietário é atrair clientes - portugueses e estrangeiros - todo o ano, não só na vertente de alojamento, mas também para o restaurante, o que passa, sobretudo, pela animação que pode ir desde o fado ao piano-bar para quem quer passar uma noite agradável.
O espaço exterior que pode ser aproveitado pelos clientes cresceu com a construção de um terraço que convive com a piscina ao ar livre, a par de jardins remodelados.
Da quinta da Casa Fundevila com árvores de fruto, hortícolas e vinha saem alguns dos produtos utilizados na cozinha do restaurante.

O restaurante Fundevila, aberto ao almoço e jantar, duplicou a sua capacidade e disponibilizaduas salas. Além dos clientes diários, está preparado para eventos num espaço físico acolhedor e com muita luz natural, onde se procura personalizar, o mais possível, o atendimento, a par do conforto e qualidade, garante o gerente, Abel Ribeiro.

A chef, Isabel Freitas, também abraçou este novo projecto e da sua cozinha sai gastronomia tradicional portuguesa com um toque de autor, com a garantia de que “é tudo feito de base” e com um empratamento cuidado.
Para dar corpo aos seus pratos, Isabel Freitas recorre aos produtos locais, “o mais local possível”, reforça, e frescos.
A pastelaria que dá sabor às sobremesas também é toda confeccionada na casa. “O que come cá é como se fosse feito em casa” sublinha a chef de cozinha que está a começar do zero em termos de equipa, mas manifesta “uma vontade muito grande de fazer um bom trabalho”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.