Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Chalana assume comando técnico do Serzedelo
Parlamento dos jovens dá voz à violência doméstica e no namoro

Chalana assume comando técnico do Serzedelo

Ponte da Barca faz geminação com localidade francesa em Vaulx-en-Velin

Chalana assume comando técnico do Serzedelo

Desporto

2019-11-07 às 12h44

Daniela Monteiro Daniela Monteiro

Depois de Vítor Pacheco ter abandonado o clube na jornada passada, depois de perder mais um jogo, agora é vez de Chalana se apresentar ao serviço do Grupo Desportivo de Serzedelo. O objectivo principal do clube é sair do último lugar da Pró-Nacional.

O Grupo Desportivo de Serzedelo não vive bons dias. A equipa de Guimarães, ocupa o último lugar da classificação da Pró-Nacional, trocou de treinador na jornada passada e agora vê também, o presidente Alberto Martins, deixar o clube.
No entanto, a grande novidade é a contratação de Chalana para o comando téncico da equipa. Chalana já representou o Serzedelo em três ocasiões distintas como jogador e tem agora um novo desafio na Pró-Nacional, como treinador da equipa sénior O técnico vem acompanhado de Rui Dinis, que assumirá a função de treinador adjunto.

O grande objectivo desta nova contratação é tirar o clube do último lugar do Pró-Nacional da Associação de Futebol de Braga e tentar lutar pelos lugares que dão direito à permanência.
A estreia de Chalana acontece frente ao Santa Eulália, no jogo agendado para domingo, às 15 horas, no Campo Municipal de Santa Eulália, em Vizela.
Outra grande novidade no clube de Serzedelo é a demissão do presidente Alberto Martins. A decisão foi anunciada numa reunião dos Órgãos Sociais do clube, onde Alberto Martins garantiu que a decisão é irreversível.

O presidente demissionário Alberto Martins explicou os motivos que o levaram à decisão. “Esta minha decisão foi tomada de forma consciente e muito ponderada e acredito que acaba por ir de encontro ao que os adeptos e sócios têm transmitido. Se eles acreditam que a minha saída vai trazer benefícios para o clube, principalmente na procura de apoios, pois muito bem. É o fim de um ciclo, não estou agarrado ao lugar e se é o que as pessoas querem, eu cumpro, com a certeza de que vou continuar a apoiar o clube”, disse.

Alberto Martins afirmou ainda que acredita que o processo da sua sucessão “vai ser tranquilo”, uma vez que o “clube está saudável e cumpre com as suas obrigações”.
Tendo em conta estas mudanças, a próxima jornada da Pró-Nacional, apresentará novos rostos na equipa técnica, mas uma incógnita na presidência. A única certeza é a de que se pretende que sejam agendadas eleições rapidamente, para que se possa definir o futuro do clube.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.