Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Concurso de Pintura ao Ar Livre António Fernández acolheu 52 pintores de diferentes origens
Salão Auto de Braga aposta no segmento duas rodas

Concurso de Pintura ao Ar Livre António Fernández acolheu 52 pintores de diferentes origens

“Aldeias em Festa” reúne comunidade em espetáculo inédito

Concurso de Pintura ao Ar Livre António Fernández acolheu 52 pintores de diferentes origens

Alto Minho

2019-08-21 às 22h25

Redacção Redacção

A panorâmica de Vila Nova de Cerveira desde a praia fluvial de Goián, com assinatura de Rafael CarrascaL, de Toledo, foi a obra vencedora do primeiro prémio do certame, dotado com 1.500 euros; em segundo lugar ficou Leticia Gaspar, de Bilbao, e o terceiro pertence a António Lorenzo, de Mondariz, ambos prémios dotados com 500 euros.

A 7ª edição do Concurso de Pintura ao Ar Livre António Fernández, e primeira transfronteiriça, revelou-se um grande êxito, com a participação de 52 artistas que aceitaram o desafio de retratar in loco qualquer paisagem nas imediações do rio Minho, tanto em Vila Nova de Cerveira como em Tomiño.

O sucesso desta edição que decorreu este domingo, 18 de agosto, é ainda corroborado pela diversidade de origens dos participantes: além de pintores portugueses entre Vila nova de Cerveira e Porto, também se inscreveram artistas oriundos de toda Galiza, Astúrias, País Vasco, Catalunha e mesmo de Havana ou Paris, entre outras cidades.

A panorâmica de Vila Nova de Cerveira desde a praia fluvial de Goián, com assinatura de Rafael CarrascaL, de Toledo, foi a obra vencedora do primeiro prémio do certame, dotado com 1.500 euros; em segundo lugar ficou Leticia Gaspar, de Bilbao, e o terceiro pertence a António Lorenzo, de Mondariz, ambos prémios dotados com 500 euros.

A entrega de prémios aconteceu ao final da tarde de domingo, com a presença da Alcaldesa de Tomiño, Sandra González, e do Vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Vítor Costa. O júri destacou a grande qualidade das obras criadas por todos os participantes e a vitalidade que o evento conferiu a Vila Nova de Cerveira e a Tomiño durante toda a jornada, dinamizando as ruas dos dois centros históricos e marginal do rio Minho, afirmando-se como um importante atrativo turístico e servindo de cenário perfeito para celebrar a ‘festa da arte’, essência deste concurso.

O público pode desfrutar das obras participantes, estando expostas no primeiro andar do Centro Goianés, até 25 de agosto, seguindo para o Fórum Cultural de Cerveira, onde estarão disponíveis até ao dia 31 de agosto.

O Certame de Pintura ao Aire Livre António Fernández integra as atividades desenvolvidas pela Eurocidade Cerveira-Tomiño, no âmbito da Agenda Estratégica para a Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño, um projeto cofinanciado ao 75% pelo programa INTERREG VA POCTEP, fundos FEDER da União Europeia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.