Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Crianças recolheram 700 quilos de resíduos no monte de Vila Franca
Novos professores não serão suficientes para suprir necessidades das escolas

Crianças recolheram 700 quilos de resíduos no monte de Vila Franca

Alexandre e Dima Huryachkov campeões nacionais de Muay Thai

Crianças recolheram 700 quilos de resíduos no monte de Vila Franca

Alto Minho

2019-08-01 às 15h33

Redacção Redacção

Até final de Agosto, serão realizadas pelas crianças e jovens d’“O Berço”, em parceria do CMIA, três acções de recolha de resíduos em espaços naturais de Viana do Castelo, entre Veiga de S. Simão, Vila Franca e Rio Lima (Cabedelo).

A Câmara Municipal de Viana do Castelo, através do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Viana do Castelo (CMIA), em parceria com a casa de acolhimento “O Berço” do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora de Fátima, está a percorrer diferentes espaços naturais do concelho para proceder à recolha de resíduos. Com o apoio de voluntários da empresa Borgwarner, foram recentemente recolhidos 700 quilos de resíduos no Caminho do Penedo do Ladrão, no monte de Vila Franca.

O local em causa é indevidamente utilizado para despejo de todo o tipo de material, pelo que, em cerca de uma hora e meia de trabalho, as entidades conseguiram recolher sete centenas de quilos de lixo.

Até final de agosto, serão realizadas pelas crianças e jovens d’“O Berço”, em parceria do CMIA, três ações de recolha de resíduos em espaços naturais de Viana do Castelo, entre Veiga de S. Simão, Vila Franca e Rio Lima (Cabedelo).
Estas ações dão continuidade ao trabalho já realizado o ano passado com a mesma instituição, onde nos mesmos meses de trabalho conseguiram recolher 400 quilos de resíduos. Este trabalho visa alertar a população para a problemática do lixo em espaços naturais, muito do qual de origem urbana, e para a importância e necessidade de conservação/preservação dos ecossistemas.

Desde 2017, o CMIA promoveu 72 ações de limpeza, durante as quais foram recolhidas 5,5 toneladas de resíduos, num total de 140 horas de trabalho. Só entre 2018 e 2019, as ações contaram com a participação de 754 voluntários.
A limpeza de espaços naturais integra-se na área de voluntariado ambiental que o CMIA promove desde 2014. Neste tipo de acções é fornecido apoio a associações ou grupos organizados em limpeza de praias, áreas ribeirinhas e florestais. Tratam-se de actividades que se realizam em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente, os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico, Gabinete Técnico Florestal (dependendo da área de intervenção) e o Banco Local de Voluntariado.

Para além desta área de limpeza de espaços naturais, existem ainda ações de voluntariado ambiental em mais 2 áreas: identificação de arrojamento de animais marinhos e proteção de ninhos de Borrelho-de-coleira-interrompida.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.