Correio do Minho

Braga, segunda-feira

À descoberta da oferta educativa e de projectos inovadores
Fértil leva teatro contemporâneo ao Vale do Este

À descoberta da oferta educativa e de projectos inovadores

SC Braga B consegue em Arouca primeira vitória da temporada

Alto Minho

2018-05-19 às 16h39

Teresa M. Costa

II Feira da Educação, Ciência e da Tecnologia mostra oferta educativa de Ponte de Lima nos vários níveis de ensino, mas também as boas práticas e projectos inovadores, até amanhã, na Expolima

Plantar um pé de salsa, ajudar a retirar o óleo essencial da alfazema para fazer um perfume, experimentar a modalidade de boccia ou ver como era uma sala de aula no tempo do Estado Novo são experiências possíveis na II Feira da Educação, Ciência e Tecnologia de Ponte de Lima que decorre, até amanhã, na Expolima.
Rosa Maria Franco, professora, aproveitou ontem para levar 14 dos seus alunos da Escola Básica Integrada da Correlhã à feira que junta todos os agrupamentos de escolas do concelho, incluindo toda a oferta de ensino profissional e superior.

Rosa Maria Franco destaca o interesse do certame, sobretudo a sua vertente experimental, considerando que ela complementa todas as aprendizagens que os alunos fazem no contexto da sala de aula, o que é enriquecedor.
Quanto à componente experimental, a docente explica que há muitos temas que não se consegue trabalhar em contexto de sala de aula por falta de tempo ou por falta de condições.
No laboratório de plantas, os visitantes podem realizar várias actividades, todas com o intuito de mostrar, sobretudo aos mais novos, que a ciência está no dia-a-dia explica João Matos, um dos dinamizadores deste laboratório que ontem esteve mais direccionado para as escolas, mas que durante este fim-de-semana está aberto às famílias e à comunidade em geral.

O vereador da Educação do Município de Ponte de Lima, entidade que promove a Feira de Educação, Ciência e Tecnologia, sublinha que um dos objectivos é dar a conhecer o trabalho pedagógico desenvolvido pelas escolas ao longo do ano e que tem neste certame uma montra, não só para a comunidade escolar, mas para a comunidade em geral.
A feira pode proporcionar, também, a partilha de experiências e de projectos de diferentes áreas temáticas entre os quatro agrupamentos de escolas do concelho.
A mostra permite, ainda, evidenciar alguns projectos das escolas do concelho que venceram prémios a nível nacional e internacional.
A feira, que decorre ao longo de quatro dias, é uma forma de promover a oferta pedagógica, não só das escolas do concelho, desde o pré-escolar ao secundário, incluindo o ensino profissional e superior, mas também da região.
O vereador da Educação acredita que esta divulgação pode ajudar à orientação vocacional dos mais jovens.

A Feira da Educação, Ciência e Tecnologia permite trabalhar um conjunto de áreas temáticas no domínio da educação não formal, importante para a formação integral dos alunos, aponta Paulo Sousa, evidenciando áreas como a cidadania, a tecnologia, o ensino artístico, a alimentação saudável e o desporto.
Em cada dia do certame, há actividades diferentes para experimentar.
As novidades didácticas também estão disponíveis para ver até amanhã.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.