Correio do Minho

Braga,

- +
Diferenciação e excelência mostram na BTL que região “tem tudo”
Câmara Municipal adquire pintura “Havemos de ir a Viana” de Mariana Homem de Mello para expor no Museu do Traje

Diferenciação e excelência mostram na BTL que região “tem tudo”

Cónegos mais fortes e eficazes abatem galos muito macios

Diferenciação e excelência mostram na BTL que região “tem tudo”

Braga

2019-03-14 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Até domingo, a Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal marca presença na Bolsa de Turismo de Lisboa com a maior área expositiva. Mais de 600 eventos vão retratar todas as regiões.

“O stand mais visitado, mais animado e o mais entusiasta” da Bolsa de Turismo de Lisboa, que se realiza até domingo na FIL, é o que o presidente da Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luís Pedro Martins, pretende com a maior área expositiva de sempre. “As expectativas não podiam ser as melhores, temos a região toda representada e uma diversidade enorme de produtos e experiências para dar a conhecer aos operadores e turistas”, justificou o presidente, acreditando que os 600 eventos de promoção turística que se vão realizar tragam visitantes e que se concretizem, depois, em negócios.
Este reforçar da “diferenciação e da excelência” dos destinos da Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal “vive cada vez mais de experiências, memórias, cheiros e sabores e, felizmente, é o que não vai faltar nas mais de 600 acções que se vão promover por estes dias”.

A quantidade, a qualidade e a diversidade de oferta na Bolsa de Turismo de Lisboa resulta da colaboração com as comunidades intermunicipais, os municípios, os parceiros regionais e os agentes económicos de toda a região. De destacar ainda a exposição permanente no espaço da entidade regional da maior e mais pesada peça de filigrana do mundo, trabalho com 1,20 metros de altura, 13 quilogramas de prata e 12,6 mil metros de fio de filigrana, resultado de um inédito projecto partilhado por 12 artesãos e empresas de Gondomar.

À frente dos destinos daquela entidade regional há pouco mais de um mês, Luís Pedro Martins fez um balanço positivo, confidenciando que “têm sido difíceis para tentar chegar a todas as solicitações”. E os números provam isso: “em menos de um mês ja estive presente em cerca de 40 eventos, descontando aqui os dias que estive em missão com a secretária de Estado na África do Sul e ainda a presença em algumas feiras de turismo internacionais”.
Para o presidente tudo isto “é sinal da vida que esta região tem e das inúmeras iniciativas que aqui se fazem e são muitas e com grande diversidade”. E Luís Pedro Martins foi mais longe: “aqui há de tudo, temos gastronomia, vinho, património cultural, turismo religioso e paisagem e é uma enorme felicidade presidir uma região com esta diversidade”.

Depois da casa arrumada e do Orçamento da Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal aprovado há vários dossiers que o actual presidente quer apostar. “Vamos iniciar o nosso projecto e há produtos estratégicos como é o caso dos Caminhos de Santiago de Compostela”. E aquele responsável justificou: “os Caminhos de Santiago de Compostela são um produto que faz nascer em torno dele muitas empresas e é isso que procuramos, produtos que tragam emprego e dinamizem o Minho através do fluxo de turistas que chega e que fica nos nossos alojamentos e que vai aos nossos restaurantes”. O dossier Caminhos de Santiago de Compostela será, portanto, “estratégico” para a actual direcção daquela entidade regional que agrega quatros sub-destinos (Porto, Minho, Douro e Trás-os-Montes).

Braga apresenta o melhor que tem

As Festas de São João e a Semana Santa foram ontem as ‘rainhas’ na apresentação da cidade de Braga ao país e ao mundo na Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre até domingo na FIL. Mas há muito mais para ver no segundo melhor destino europeu 2019, daí o “investimento significativo” que o Município de Braga tem feito na promoção turística. E ontem o vereador do Turismo da Câmara Municipal de Braga, Altino Bessa, pediu o “empenho de todos” para a classificação do Bom Jesus a Património da Humanidade da Unesco.

Na apresentação da cidade de Braga na FIL, Altino Bessa contou com a presença dos farricocos, uma referência da Semana Santa, e do Grupo Folclórico da Universidade do Minho, a representar o folclore tão tipico das Festas de São João. “A Semana Santa, que está aí à porta, é já uma referência internacional, temos a melhor Semana Santa do país e ir à Semana Santa a Braga é falar espanhol”, contou o vereador. E sobre as Festas de São João, Altino Bessa referiu que “é a festividade mais tradicional, mais antiga da cidade e que tem a maior envolvência da comunidade, ultrapassando gerações. O São João foi, é e continuará a ser o evento mais típico e marcante da cidade”. Mas há muito mais: “temos a Noite Branca, a Braga Romana, a Braga Barroca, o Festival de Vinho Verde, Braga é Natal ou a Rampa da Falperra”.

Tudo isto permitiu a Braga “conquistar o galardão de segundo melhor destino da Europa em 2019”. E Altino Bessa deixou o desafio: “quem já foi a Braga há muito tempo ou nunca foi a Braga deixo aqui o convite. Hoje Braga está diferente, mais moderna e está ao nível das grandes cidades europeias”.

A promoção turística e o “investimento significativo” que o Município de Braga tem feito na divulgação não é alheia a toda esta projecção internacional. “Este ano vamos marcar presença em 13 feiras internacionais. Estamos aqui até domingo, mas também estamos no Salão Internacional de Paris”, adiantou. Esta “afirmação” da cidade com a presença em várias feiras é uma estratégia e Altino Bessa referiu até o facto de em todas as feiras ser levado o mapa de Portugal com as cidades de Lisboa, Porto e Braga assinaladas. “É para as pessoas perceberem que para além das cidades do Porto e Lisboa, já muito conhecidas, também há Braga para visitar”, explicou.
O turismo de natureza também é outra das apostas do município e o vereador, que também tem a pasta do Ambiente, destacou a inauguração, na próxima semana, do parque radical no Monte Picoto, bem como a bandeira azul da praia fluvial de Adaúfe.

Altino Bessa aproveitou ainda a oportunidade para deixar uma apelo: “temos algo que nos orgulhamos muito e pedimos a todos que tenhama atenção especial e utilizem toda a influência para levar a bom porto o nosso grande objectivo que é a classificação da candidatura do Bom Jesus a Património da Humanidade da Unesco”. A candidatura foi aceite e agora está em fase de avaliação e as expectativas “são muito grandes”. Por isso, vereador pediu “ao poder público e político” que olhem para a candidatura. “O Bom Jesus merece o empenho de todos”, apelou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.