Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Dumiense vence S. Paio d’Arcos com dois golos de Canetas
Movimento da criação no feminino embala o berço na 10ª edição do GUIdance

Dumiense vence S. Paio d’Arcos com dois golos de Canetas

Aluno esfaqueado por colega junto a escola secundária em Braga

Dumiense vence S. Paio d’Arcos com dois golos de Canetas

Desporto

2020-01-13 às 11h38

Rui Serapicos Rui Serapicos

Ponta de lança saiu na segunda parte sob aplausos, após ter marcado os dois golos com que o Dumiense venceu o S. Paio d’Arcos.

O Dumiense venceu, ontem, o São Paio d Arcos, por 2-0, em jogo da 20.ª jornada da divisão Pro-Nacional da AF Braga.
Canetas apontou o primeiro golo aos 7 minutos, na conversão de uma grande penalidade e o segundo aos 65, em remate à meia volta, num lance que o guarda redes visitante, Alex, saiu mal batido.
O encontro, disputado em tarde de sol, contou presença numerosa de público na bancada, a apoiar os dois clubes vizinhos do concelho de Braga e ambos a tentar sair da zona de desconforto da tabela classificativa.
Desde o apito inicial, o jogo pautou-se pelo equilíbrio, com oportunidades para ambas as partes, mas no aproveitamento das situações para marcar a equipa da casa foi mais eficaz.
O primeiro sinal foi dado aos logo aos 4 minutos, por Pedrinho, com um remate desde a meia-lua.

Volvidos dois minutos, em lance na área do clube visitante, o árbitro interpretou como intencional uma mão de um defesa e assinalou, de pronto, a marca do castigo máximo. Na conversão, Canetas atirou fora do alcance de Alex.
O São Paio d’ Arcos teve ensejo para empatar ao minuto 23, quando André se isolou, mas atirou para fora.
O Dumiense, que em posse de bola mantinha uma linha recuada de três defesas, privilegiava a ocupação do meio campo.
A equipa da casa saía com boas soluções para a construção ofensiva tendo como referência na zona central o ponta de lança Canetas, e raramente dava na transição defensiva espaço para a reacção dos forasteiros.

Ainda assim, houve momentos em que os jogadores do S. Paio d’Arcos - mais vezes do seu lado esquerdo, cometeram nas zonas recuadas falhas individuais que, mesmo causando calafrios aos seus adeptos, só por inoperância dos visitantes não tiveram consequências.
Na segunda parte, aos 54 minutos, também Paulinho se isolou, após interceptar um passe, mas, ao ver-se cara a cara com o guarda-redes desperdiçou a oportunidade.
Canetas esteve aos 57 minutos perto de fazer o segundo, ao concluir um bom cruzamento da direita mas, à beira da baliza, atirou para fora. Mas voltou a marcar aos 65 e foi substituído sob aplausos do público.
Com o 2-0 no marcador e os minutos a passarem, interrupções para substitiuições e faltas, as equipas foram acusando falta de soluções, para voltar a alterar o marcador. Arbitragem quase sempre bem nos aspectos técnicos e disciplinares.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.