Correio do Minho

Braga,

- +
Edil vianense pede reforço de atenção à demografia e coesão territorial
Feira do fumeiro de Montalegre “é a valorização da agricultura”

Edil vianense pede reforço de atenção à demografia e coesão territorial

Direito faz ponte entre protecção de dados e transparência

Edil vianense pede reforço  de atenção à demografia  e coesão territorial

Alto Minho

2019-12-05 às 11h38

Redacção Redacção

Em Bruxelas, José Maria Costa pediu ontem às instâncias europeias um reforço de atenção à demografia e à coesão territorial.

José Maria Costa, presidente da Câmara de Viana do Castelo, defendeu ontem, em Bruxelas, no Comité das Regiões, um olhar atento das instituições europeias para a demografia e para os grandes desafios que se colocam neste âmbito, especialmente a Portugal e Espanha.
Durante o debate preparatório, que contou com a presença da porta-voz do grupo do Parlamento Europeu dos socialistas e sociais-democratas, José Maria Costa afirmou que o despovoamento e a emigração poderão afectar a coesão social de muitos territórios se não existirem instrumentos financeiros para apoiar estratégias de desenvolvimento claras e que sejam suportadas por fundos estruturais nos próximos anos.

O edil referiu que cerca de 80% da população europeia ocupa apenas 20% do território, considerando que em Espanha e Portugal esta tendência para a perda de população, envelhecimento e emigração nos territórios do interior e de fronteira poderá originar fracturas sociais e económicas gritantes se não forem tomadas medidas urgentes e estruturais.
Em comunicado emitido ontem pela autarquia vianense, é realçado que José Maria Costa defende o reforço e a diferenciação positiva do ensino superior no interior do país, a construção ou requalificação de infra-estruturas para a competitividade, nomeadamente a ferrovia, bem como a localização preferencial de novos investimentos criadores de emprego e de oportunidades para os jovens. 

Na intervenção em Bruxelas, o edil vianense, que é também coordenador da delegação portuguesa no Comité das Regiões, defendeu também um reforço da política de coesão, apoiando a iniciativa do Parlamento Europeu na defesa da contribuição de 1,3% do PIB para o futuro programa plurianual financeiro.  
A 137.ª sessão plenária do Comité das Regiões, que acolhe 350 representantes das regiões e municípios europeus, decorreu ontem e prolonga-se pelo dia de hoje. 
O presidente da Câmara de Viana do Castelo, recorde-se, preside à delegação portuguesa do Comité das Regiões, um órgão consultivo que representa as entidades locais e regionais da União Europeia e que o autarca integra desde Janeiro de 2014.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.