Correio do Minho

Braga, sábado

Espaço Empresa de Viana do Castelo abre portas num dos “concelhos mais empreendedores”
Ministro do Planeamento e das Infraestruturas inaugurou Pavilhão Desportivo de Fragoso

Espaço Empresa de Viana do Castelo abre portas num dos “concelhos mais empreendedores”

Município investe na protecção dos recursos hídricos das zonas afectadas pelos incêndios

Alto Minho

2018-09-22 às 06h00

Marta Amaral Caldeira

Secretária-de-Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, inaugurou, ontem, juntamente com o presidente da Câmara de Viana do Castelo, o novo Espaço Empresa - destinado a apoiar directamente investidores e empreendedores no concelho.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo abriu, ontem, as portas do seu ‘Espaço Empresa’ - com honras da secretária-de-Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann - que não poupou elogios à autarquia e ao concelho quanto à ‘viragem’ económica que soube dar, destacando a sua “grande contribuição”, no valor de 353 milhões de euros na economia nacional. “Este é um dos concelhos mais empreendedores e um grande exemplo de modernização económica e de apoio a novos investidores”.
Sublinhando a notória “evolução” e o “acentuado crescimento económico” do concelho de Viana do Castelo nos últimos anos, não só o nível de exportações, mas também na captação de vários investidores estrangeiros, em áreas de vanguarda, a secretária-de-Estado da Indústria assinalou que o concelho vianense soube adaptar-se aos novos tempos.

“Este novo Espaço Empresa tem como grande objectivo prestar um melhor serviço aos municípes, aos investidores e empreendedores, reforçando o projecto municipal de uma cidade de futuro”, frisou a responsável, apontando para o “percurso de excepção e excelência de Viana do Castelo quer para o país, quer a nível internacional, onde tem também uma excelente representação”.
Ana Teresa Lehmann indicou que esse apoio a novos investidores por parte do Município de Viana do Castelo “transformou a cidade” rumo a um caminho de desenvolvimento nos últimos anos que “não deixou ninguém indiferente”.
A secretária de Estado da Indústria destacou que o novo Espaço Empresa, instalado no Serviço de Atendimento ao Munícipe, é outro dos projectos em que a Câmara Municipal de Viana do Castelo quis também liderar e que, a seu ver, “significa a simbiose” positiva entre Administração Central e Local.

“O Espaço Empresa tem como objectivo facilitar o contacto com os investidores e empreendedores e visa proporcionar um serviço de qualidade, multifacetado e multisectorial, com mais de 100 serviços disponibilizados”, referiu Ana Teresa Lehmann, acrescentando que numa próxima fase serão ainda mais os serviços de outros ministérios incorporados no Espaço Empresa.

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, afirmou, na cerimónia de inauguração do Espaço Empresa, que este “é mais um passo importante na estratégia de desenvolvimento regional, alavancado no programa municipal de apoio à competitividade económica”, seguindo-se à aposta realizada há alguns anos na criação de um Gabinete de Apoio ao Investidor, à criação de ‘parques empresariais de 1.ª geração’ e de um programa de diplomacia encetado junto de embaixadores.
O autarca destaca a cooperação com a AEVC, IPVC, IAMMEI, AICEP, CCDR-Norte no caminho do desenvolvimento económico concelhio. “Acolhemos no nosso concelho empresas de alto valor tecnológico e inovação com a atracção de novos investimentos, resultado também do trabalho que fizemos após a crise na construção naval”.

Exportações aumentam para 831 milhões de euros

O presidente da Câmara de Viana do Castelo frisou que “as exportações do concelho atingiram, em 2017, os 831 milhões de euros e que o investimento em curso em novas empresas ou modernização de outras atinge mais de 136 milhões de euros”.
O edil vianense explicou, a propósito, que desde Julho de 2017 para Julho 2018, o desemprego no concelho de Viana do Castelo reduziu em 37,96% - bem mais do que a região Norte, que reduziu em 21,5%. “Estamos à frente dos indicadores regionais”, afirmou.
O socialista José Maria Costa apontou ainda para o aumento do volume de negócios, indicando que Viana do Castelo representa hoje 2,6% do volume de negócios da região Norte, 50,1% do Alto Minho. Refira-se que o volume de negócios distribui-se em 46% pela indústria e 30% pelo comércio e serviços.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.