Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Esposende promove Festival do Teatro de Rua de 23 a 25 de agosto
Normalidade marca arranque do novo ano lectivo no Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches

Esposende promove Festival do Teatro de Rua de 23 a 25 de agosto

FC Famalicão solidário com a ATC

Esposende promove Festival do Teatro de Rua de 23 a 25 de agosto

Cávado

2019-08-20 às 20h19

Redacção Redacção

Outra das variantes deste projeto é o Teatro de Rua, onde os espetáculos vão ter com o público. O Festiteatro tem como objetivos motivar e dar a conhecer novas possibilidades criativas de Teatro de Rua, bem como criar condições que garantam aos cidadãos o acesso às artes e à cultura no espaço da rua. O evento tem vindo a afirmar-se com assinalável êxito, dando expressão a esta vertente artística.

O Município de Esposende vai levar a efeito, entre os dias 23 e 25 de agosto, a quinta edição do Festiteatro – Festival de Teatro de Rua. Os espetáculos decorrem a partir das 22h00, na Praça do Município, no centro da cidade, com entrada livre.

O evento integra o CREARTE, um projeto que o Município está a dinamizar com o intuito de incentivar o crescimento da arte teatral no concelho. Por esta via, os grupos locais de teatro amador têm tido a oportunidade de desenvolver produções teatrais e de fazer a sua apresentação em vários espaços do concelho.

Outra das variantes deste projeto é o Teatro de Rua, onde os espetáculos vão ter com o público. O Festiteatro tem como objetivos motivar e dar a conhecer novas possibilidades criativas de Teatro de Rua, bem como criar condições que garantam aos cidadãos o acesso às artes e à cultura no espaço da rua. O evento tem vindo a afirmar-se com assinalável êxito, dando expressão a esta vertente artística.

Esta edição apresenta uma programação onde a arte do palhaço ou clown terá o seu destaque, através das diferentes abordagens a esta arte de fazer rir. A abrir o Festival, no dia 23, a atriz espanhola Mireia Miracle apresenta o espetáculo “Rojo”. Trata-se da história de uma Clown, um espetáculo que faz uma viagem até aos limites que nos impõem e que nós mesmos criamos. “Rojo” é um diálogo com uma fronteira/muro, uma dança com os limites, um sonho que está mais além, é algo que tem de ser deixado para trás para se poder avançar. No final e graças a todos, alcançará o seu objetivo: a liberdade.

No dia 24, o actor, clown e showman e malabarista Javi Javichy promete muitas gargalhadas com o espetáculo “Velo como el Rayo”. Este é um espetáculo de teatro-circo que aproveita os jogos de malabares, diábolos e equilíbrios como fio condutor, buscando em cada momento o riso do público. Aborda aquelas pequenas coisas que todos pensam, mas que ninguém se atreve a dizer: dos sonhos por cumprir e das coisas que custam a superar.

A encerrar esta edição do Festiteatro, no dia 25, a companhia Coração nas Mãos apresenta “Chá da 5: Peça para Quatro Amigas mais uma que nunca mais chega”. O presente, o aqui e o agora, aquando do bebericar e do desfrutar da essência da infusão. Mas, ao contrário do que se espera, a paz não acontece. E a utópica calma do chá? contrapõe-se às ansiosas situações que dele vão surgindo – a água que nunca mais aquece, o chá que nunca mais esta? pronto e a amiga que nunca mais chega.

O Festiteatro enquadra-se no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU “Educação de Qualidade” e “Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.