Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Estafeta da Amizade reforça vertente solidária com as CERCIS de Guimarães e Braga
Instituições devem abrir portas para trabalhar mais em rede

Estafeta da Amizade reforça vertente solidária com as CERCIS de Guimarães e Braga

É preciso pensamento crítico porque não há respostas finais

Estafeta da Amizade reforça vertente solidária com as CERCIS de Guimarães e Braga

Desporto

2019-10-13 às 17h00

Redacção Redacção

“Duas Cidades, um Território” é o lema da prova de running entre Guimarães e Braga que decorreu este domingo.

A quarta edição da Estafeta da Amizade registou a inscrição de duas centenas de equipas, com cerca de 750 participantes num “verdadeiro exemplo de coesão territorial”. A prova teve lugar este domingo, 13 de outubro, com saída de Braga rumo a Guimarães e como já é habitual o valor das inscrições reverte totalmente para a CERCIGUI e CERCI Braga

Na Cidade Berço, a vitória a sorriu à equipa do SC Braga que acabou por cortar a meta em primeiro lugar, seguindo-se Liferunners e em terceiro o Vitória SC. Apesar da vertente competitiva, a realização deste evento está muito interligada com a solidariedade. Essa foi a mensagem destacada pelo Vereador do Desporto da Câmara de Guimarães. “Há uma vertente solidária que deve ter sido em conta no apoio às CERCIS de ambas as cidades, sendo uma prova fantástica do ponto de vista do desporto e do atletismo. Nesta causa as duas Cidades estão unidas porque assim conseguimos ser mais fortes. A causa essencial é fundamental para promover a inclusão de pessoas e através do desporto podemos contribuir para ajudar quem mais precisa”, referiu Ricardo Costa, em representação do Município de Guimarães.

Sameiro Araújo, Vereadora do Desporto da Câmara de Braga, lembrou que esta prova resulta de “um compromisso” assumido pelas duas autarquias em prol da coesão territorial. “É uma prova que já tem algumas edições e surgiu de um compromisso entre as Câmaras de Braga e Guimarães. É uma estafeta que une os dois territórios e com objetivo totalmente solidário e é uma iniciativa de louvar pelas causas que estão envolvidas”, afirmou Sameiro Araújo.

Apesar do mau tempo, a resposta das centenas de participantes nesta “Estafeta da Amizade” foi positiva. O diretor da prova, Paulo Costa, considera que é “especial” pela sua vertente solidária e lembrou que a inscrição de duas centenas de equipas foi positivo, tendo em linha de conta que no mesmo dia decorreram duas meias maratonas emblemáticas no país.

A Estafeta da Amizade, organizada pela GlobalSport, afirma-se de ano para ano através da participação mas também da promoção da igualdade de género, associando a partilha social com a receita das inscrições a reverter a 100% para as CERCIS das duas cidades.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.