Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Estudar em Famalicão não ‘custa’
Viana do Castelo celebra canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires

Estudar em Famalicão não ‘custa’

Famalicão homenageia os que mais se destacaram no desporto

Estudar em Famalicão não ‘custa’

Vale do Ave

2019-09-14 às 07h00

Isabel Vilhena Isabel Vilhena

No regresso as aulas deste ano, os pais das crianças do 1.º ciclo de Vila Nova de Famalicão não vão ter que se preocupar com a compra das fichas de actividades de Português, Matemática, Estudo do Meio e Inglês. A Câmara Municipal assume novamente esse encargo, oferecendo as fichas de apoio às cerca de 4300 crianças matriculadas neste nível de ensino

No arranque do lectivo, o presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, visitou a EB1 de Arnoso Santa Eulália onde entregou, simbolicamente, as fichas de apoio às crianças do 1.º Ciclo.
A Câmara Municipal assume novamente esse encargo, oferecendo às cerca de 4300 crianças matriculadas neste nível de ensino este recurso fundamental não reutilizável, num investimento municipal que ronda os 158 mil euros. A medida não está abrangida pela iniciativa governamental que contempla apenas o empréstimo dos manuais escolares. “É um sinal de continuidade de um projecto de apoio ao nosso universo educativo. É também um sinal de apoio às famílias. Este contexto está associado a um investimento do orçamento familiar e nós com este apoio estamos a criar condições para que as famílias possam absorver melhor as necessidades dos seus educandos criando condições para que não falte nada”, afirmou Paulo Cunha.
O autarca famalicense assinalou que “hoje além de actividades curriculares, há cada vez mais actividades extra- curriculares e nós queremos que aquela fatia do orçamento que, normalmente, era consumida com a compra dos manuais e das fichas, seja aplicada noutras actividades também ligadas com a educação”, lembrando que “em 2002, o Município foi pioneiro na implementação da gratuitidade dos manuais escolares para o 1.º ciclo e desde essa altura que a Câmara Municipal canaliza todos os anos um significativo investimento para ajudar as famílias do concelho com os encargos inerentes ao início de aulas”.
Para Paulo Pereira, presidente da Associação de Pais da EB1 de Arnoso Santa Eulália e pai de três filhos “este apoio do município significa muito no orçamento familiar. É menos uma despesa que os pais têm e permite canalizar para outras coisas”.
De assinalar ainda que as famílias desta freguesia também não têm que desembolsar qualquer valor para o material escolar. Numa iniciativa da associação de pais em conjunto com a junta de freguesia, que garantem o material escolar a 43 meninos do 1.º Ciclo no valor de aproximadamente 1400 euros.
Para Paulo Cunha “o investimento em educação é o melhor investimento que podemos fazer em relação aos nossos filhos na sua capacitação, qualificação e na criação de condições que os pais ambicionem para eles”.
O edil famalicense assinalou ainda que “a autarquia famalicense vai voltar a assegurar a universalidade da gratuidade dos passes escolares, assumindo a totalidade do pagamento dos passes escolares de todo os alunos do concelho, desde o ensino básico até ao 12.º ano”. No conjunto, a medida abrange cerca de 5 mil alunos famalicenses num investimento total de dois milhões de euros por ano.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.