Correio do Minho

Braga, sábado

Festa da Primavera reúne comunidade para aula ao ar livre
Guimarães presente no “think tank” do PACTE

Festa da Primavera reúne comunidade para aula ao ar livre

EPATV: intensa pedalada ambiental pelos centros escolares de Vila Verde

As Nossas Escolas

2018-06-07 às 06h00

Paula Maia

Alunos, professores e Encarregados de educação do Agrupamento de Escolas do Mosteiro e Cávado reuniram-se ontem, na escola sede, para aquela que é a maior festa desta comunidade educativa.

É a festa maior do Agrupamento de Escolas do Mosteiro e Cávado. Durante um dia as actividades em contexto de sala de aula são substituídas por aulas a céu aberto. É a Festa da Primavera que, ontem, levou à escola-sede do agrupamento - a EB 2,3 do Mosteiro e Cávado - a esmagadora maioria dos alunos do agrupamento, 950, para participarem numa programa alargado composto por música, dança, teatro, desporto e muitas outras diversões.
A festa foi também alargada, tal como é habitual, à família dos alunos. É disso exemplo as Associações de Pais que participaram no evento de uma forma activa através da venda de vários artigos colocados em diversas bancas colocadas no recinto exterior da escola. Uma oportunidade para os progenitores angariarem algum dinheiro que os auxiliem no financiamento de algumas das suas actividades.

Esta é a festa onde reunimos a comunidade educativa do nosso agrupamento e onde os alunos participam nas mais diversas actividades com muito entusiasmo, afirmou Maria José da Cunha Correia, directora do agrupamento, acrescentando que este é também um momento máximos para os mais novos apresentarem alguns dos trabalhos que desenvolverem durante o ano lectivo. Cada um organiza as actividades da forma que quer dentro de uma lógica de aprendizagem. É aprender brincando, continua a directora.
Presente neste Festa da Primavera, a vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga elogiou a dinâmica criada pela Festa da Primavera que agrega todos os elementos desta comunidade escolar. São muitas as actividades congregados no exterior da escola que promovem uma dinâmica única, diz Lídia Dias.

Um facto que sobressai aos olhos da vereadora da Educação é a capacidade desta festa promover também um encontro intergeracional. Além das crianças do pré-escolar até ao 9.º ano podemos também encontrar muitos pais, avôs e outros familiares da comunidade, alguns a envolverem-se de uma forma directa em muitas das actividades, outros simplesmente assistirem aos inúmeros espectáculos que os estudantes protagonizam ao longo do dia, diz.
Lídia Dias avança também que esta é uma oportunidade para os alunos das diferentes escolas visitarem a escola-sede do agrupamento, trazendo o que de melhor é desenvolvido nos seus espaços escolares, assim como os alunos que frequentam a EB 2,3 do Mosteiro e Cávado apresentaram muitos dos seus trabalhos. É, sem dúvida a melhor forma deste agrupamento mostrar aquilo que desenvolve todos os dias, remata.
O extenso programa terminou, pelas 21.30 horas, com uma (Sobre)Mesas de Leitura.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.