Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Festa promove ‘ambiente saudável’ da família do Colégio Dom Diogo de Sousa
Avança a pavimentação em Rendufinho

Festa promove ‘ambiente saudável’ da família do Colégio Dom Diogo de Sousa

Fransérgio: “vamos dedicar esta vitória aos nossos adeptos”

Festa promove ‘ambiente  saudável’ da família do Colégio Dom Diogo de Sousa

As Nossas Escolas

2019-06-17 às 06h00

Isabel Vilhena Isabel Vilhena

A família do Colégio Dom Diogo de Sousa reuniu-se para habitual festa de encerramento do ano lectivo. Com o desígnio de promover comportamentos ambientalmente responsáveis, a festa deste ano teve como tema a ‘Sustentabilidade’.

A ‘família numerosa’ do Colégio D. Diogo de Sousa voltou a juntar-se para mais uma “surpreendente” festa de encerramento do ano lectivo do colégio que decorreu no habitual cenário da Alameda do Estádio Municipal de Braga.
Num ambiente “saudável” e descontraído, após um ano de intenso trabalho de toda a comunidade educativa, pais, alunos e professores viveram uma verdadeira “festa da família”. “O grande sentido desta festa é reunir toda a família do Colégio D. Diogo de Sousa. Alunos, pais, professores de todos os ciclos e direcção encontram-se para celebrar o final de um ano de trabalho e de esforço, num convívio saudável”, afirmou o director do Colégio D. Diogo de Sousa, Cândido Azevedo de Sá.

Com o desígnio de promover a adopção de comportamentos ambientalmente mais responsáveis, a festa deste ano teve como tema central a ‘Sustentabilidade’.
Os quatro elementos da natureza - Água, Terra, Fogo e Ar - entrelaçavam-se nas tendas dos vários ciclos de ensino, tendo o pré-escolar como elemento unificador com o valor maior que é o ‘Amor’.
“Nesta decoração das tendas com os quatro elementos da natureza, procuramos apelar para que o ambiente seja melhor tratado e que a sustentabilidade esteja, cada vez mais, presente no nosso dia-a-dia”, explicou Rui Machado, coordenador do 3.º ciclo.

Tendo como ‘bandeira’ a sustentabilidade, foram implementadas algumas medidas e comportamentos ecologicamente correctos, de modo a minimizar o impacto da festa no meio ambiente.
Entre as medidas implementadas destacam-se, por exemplo, a colocação de vários ecopontos junto de cada tenda e a redução de plásticos na venda dos produtos. “Colocamos vários ecopontos e procuramos que fossem gastos menos plásticos. Há todo um conjunto de normas que tentamos que fossem ajustados ao tema da sustentabilidade”, contou Rui Machado”. A Braval apoiou a realização desta festa ‘amiga do ambiente’, através da colocação de vários ecopontos e de contentores em todas as tendas dos diferentes ciclos de ensino.

Foi um final de tarde carregado de emoções, com os alunos a mostrarem os seus talentos nas diversas áreas. “É uma forma de mostrar algumas das actividades desenvolvidas ao longo do ano. Aproveitamos a oportunidade de ter as famílias reunidas para mostrar um pouco o que são as actividades extra-curriculares que vão desde o hip-hop, o ballet, a ginástica artística, as danças de salão, o futebol com a Final da Liga D. Diogo que envolve muito os nossos alunos”, explicou o director do Colégio D. Diogo de Sousa.

O coordenador de Educação Física, Carlos Peixoto, e a coordenadora do Secundário, Eduarda Barreto, assinalam a forte ligação “familiar” dos alunos ao colégio. “Mais do que o ambiente e a sustentabilidade é a família que é o nosso tema da festa. Consideramos os nossos alunos quase como família, conhecemo-los desde os 3 anos e, muitas vezes, até aos 18 anos, já somos uma família”, vincaram os professores, realçando ainda o ‘cordão umbilical’ que une os alunos ao colégio. “Os antigos alunos fazem questão de estar presentes. Eles apesar de não estarem cá, continuam a sentir-se alunos do colégio, participam com entusiasmo. Eles continuam a sentir o colégio como deles”.

Colégio abre ‘Porta Nova’ a crianças da CPLP

À semelhança de anos anteriores, esta festa tem um fim solidário. As famílias colaboram com géneros alimentares que são vendidos nas barraquinhas, cujo valor final é doado para “algo maior”.
Este ano, o Colégio D. Diogo de Sousa juntou-se ao projecto ‘Porta Nova’ do Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade do Minho, do qual fazem parte alguns ex-alunos do Colégio D. Diogo de Sousa, no sentido de apoiar crianças carenciadas da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), ajudando a ‘fazer acontecer a mudança’. “Há uma forte ligação com o Núcleo de Alunos de Medicina da Universidade do Minho e que iremos ajudar na sua missão de fazer voluntariado em África”, disse o director do colégio.

No final do ano lectivo, é tempo de balanço que, segundo o director, “é muito positivo. Foi um ano tranquilo que se procurou trabalhar como sempre e estamos satisfeitos com a forma como decorreu o ano. As celebrações, os encontros foi, de facto, mais um ano, extremamente, positivo e agora esperamos que os resultados dos nossos alunos nas avaliações externas tenham excelentes resultados como nós desejamos e o trabalho deles merece”.
De olhos postos no próximo ano lectivo, o corpo docente e a direcção do colégio estão já “afinar’ o trabalho, tendo sempre como foco a melhoria contínua do projecto educativo. “Na nossa mente está sempre a inovação, sobretudo, a forma de trabalharmos para que possamos ajudar melhor os nossos alunos. Essa é uma preocupação constante”.

Deixa o teu comentário

Últimas As Nossas Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.