Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Infelicidade ao cair do pano para o Vieira SC
Fafe: Salas de aula do futuro equipam escolas

Infelicidade ao cair do pano para o Vieira SC

Alunos ‘abraçaram’ os direitos humanos

Infelicidade ao cair do pano para o Vieira SC

Desporto

2019-11-11 às 06h00

Daniela Monteiro Daniela Monteiro

Vieira SC esteve melhor, dominou a primeira parte, mas o golo ao cair do pano gelou o resultado. Guerra bisou, mas não foi suficiente para garantir os três pontos. Já o S. Paio d’Arcos entrou mais forte na segunda parte e fez estragos bem perto do fim.

O Vieira SC entrou forte na partida da 13.ª jornada frente ao S. Paio d’Arcos e afirmou-se desde logo ao marcar nos primeiros minutos. Uma jogada individual de Fábio, depois da defesa do S. Paio d’Arcos perder a bola, deixa Guerra bem posicionado que remata certeiro e faz o primeiro da partida.
O Vieira a mostrar-se superior frente à equipa da casa, que parecia ainda não saber bem que rumo dar ao jogo e a perder muitas bolas perto da área. O certo é que não faltou classe à equipa do Vieira que soube defender, pressionar e aproveitar todos os momentos para chegar perto da baliza adversária.

O S. Paio d’ Arcos, queria chegar ao golo, mas estava difícil furar o meio campo adversário, que com tudo o que tinha defendia. Contudo, as oportunidades chegaram aos 16 e 17 minutos, mas a finalização da equipa de Ricardo Correia não estava afinada e o marcador continuava favorável para a equipa visitante.
O Vieira mostrava-se muito mais pressionante e não descansava enquanto não conseguisse marcar. Uma boa jogada de contra-ataque partiu do meio campo e já perto da baliza foi assinalado fora de jogo, o que acabou por matar a jogada. Muitos protestos no banco e dentro de campo pela decisão do árbitro assistente na marcação do fora de jogo.
Apesar disso, os nervos da equipa visitante não eram visíveis até porque aos 43 minutos uma desmarcação com qualidade de Neno para Guerra dá o segundo da partida. Bis do avançado que deixou o Vieira ir descansado e a vencer para o intervalo.

Na segunda parte quem entrou com tudo foi a equipa da casa, que esteve perto de marcar logo aos 53 minutos. O S. Paio d’Arcos entrou um pouco melhor, mais ainda assim, um pouco atrapalhado e sem conseguir finalizar. Quem continuava imperial era a defesa do Vieira SC. Destaque ainda para os médios Rochinha e Luckman que mostraram assertividade, defendiam e recuperavam quase todas as bolas, quer no meio campo, quer na área.
No entanto, a infelicidade chegou perto do fim. A equipa de Roger Bastos baixou o nível, mostrava-se mais cansada e o golo surgiu de uma grande penalidade. Paulinho no frente a frente com Zé Ribeiro não desperdiçou e marcou o primeiro para a equipa da casa.
Já nos descontos, um pontapé de canto traz o empate da partida com cabeceamento de Mané a estragar as contas finais.
Empate com sabor amargo para a superioridade demonstrada pelo Vieira, mas mérito também para a equipa do S. Paio d’Arcos que não desistiu e conseguiu conquistar um ponto.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.