Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Jovens isentos de taxas de construção de primeira habitação em Vila Nova de Cerveira
Jovem de 22 anos morre esfaqueado nas costas em Viana do Castelo

Jovens isentos de taxas de construção de primeira habitação em Vila Nova de Cerveira

Synergia vai crescer em 2019 para sul e países africanos da lusofonia

Alto Minho

2018-11-12 às 23h51

Redacção

Autarquia de Cerveira decidiu isentar os jovens entre os 18 e os 35 anos do pagamento de taxas de licenciamento.

A Câmara de Vila Nova de Cerveira decidiu isentar jovens entre os 18 e os 35 anos de idade do pagamento de taxas de licenciamento na construção, no concelho, de primeira habitação, própria e permanente, afirmou ontem aquela autarquia.
Em comunicado, a autarquia do distrito de Viana do Castelo adiantou que o objectivo da medida é “fomentar a captação e fixação de população em idade activa” e justificou aquele incentivo com “a escassa oferta de habitação no concelho”.
Na nota, o município acrescentou que aquela medida “entrará em vigor após aprovação na Assembleia Municipal, e terá um período de vigência até ao final do presente mandato autárquico”.

“O actual desafio é evitar a fuga de capital humano com graus de qualificações médio e elevados para os grandes aglomerados urbanos, delineando estratégias de atracção e fixação de população em idade activa com potencial para estimular a economia local pela modernização e inovação”, afirmou o presidente da câmara, Fernando Nogueira.

O autarca disse que “o permanente crescimento das exportações tem suscitado a necessidade de mais mão-de-obra qualificada por parte dos empresários instalados na zona industrial, assim como se torna igualmente fundamental a angariação de novos serviços que complementem a oferta dos dois polos industriais”.

Já a vereadora da Educação e da Juventude, Aurora Viães, sustentou que esta medida integra “um pacote de incentivos mais abrangente para os jovens que está a ser trabalhado pelos serviços técnicos municipais, de modo a garantir a melhor aplicação”, apontando como exemplos “as taxas municipais nos níveis mínimos exigidos por lei, o Programa Preparar o Futuro ou a atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.