Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Kaixo, o artista galego que faz da música uma crítica à sociedade
Aldeias em Festa reúne em palco “músicos”

Kaixo, o artista galego que faz da música uma crítica à sociedade

Ignácio convida a fazer boa refeição com muita história

Kaixo, o artista galego que faz da música uma crítica à sociedade

Braga

2019-06-25 às 08h00

Redacção Redacção

Desbravando a linha do denominado NewPunk, Kaixo acaba de lançar o primeiro capítulo da trilogia ‘NewPunkRiots’ que promete mudar a percepção das pessoas sobre a sociedade em que vivemos.

Já anda o mundo da música há mais de uma década, mas só há quatro anos é que a decidiu abraçar de forma profissional. Está actualmente nas bocas do mundo pelo seu novo trabalho, a trilogia ‘NewPunkRiots’, cuja primeira mixtape foi lançada no início deste mês. Kaixo, reconhecido cantor galego, esteve em entrevista à Rádio Antena Minho para falar do seu percurso musical e do seu estilo musical marcado pela crítica à sociedade contemporânea.

Membro do colectivo Banana Bahia Music, foi durante o seu percurso académico na cidade do Porto, onde tirou a Licenciatura em Cinema, que decidiu seguir uma carreira musical. Aliás, os anos em que morou na Invicta trouxeram-lhe a inspiração e experiência necessária para permitir fazer as suas escolhas e decidir o caminho que queria seguir. “Tenho uma forte ligação a Portugal. Sou de Vigo e sempre me senti muito próximo ao Norte de Portugal”, confessa o cantor que escolheu a cidade do Porto não só pela proximidade à sua terra natal, mas também experimentar “ o que era viver noutro país”.

Kaixo explica que apesar de ser mais aquilo que une os dois países do que os que separa, há ainda diferenças que distanciam as duas nações. “Especialmente na forma como a cultura é entendida. Os portugueses dão muito valor à arte e à cultura. Em Espanha ainda estamos um pouco atrasados nesse aspecto, penso eu. Portugal, e especialmente esta zona Norte, tem uma grande riqueza cultural”, afirma o artista.

E foi neste fértil terreno cultural, onde se destaca a música, que o cantor galego diz ter descoberto “muitos mundos paralelos” que o próprio desconhecia, como a música electrónica, estilo que marcou o ponto de partida da sua carreira. “Comecei por aí e voltei a encontrar a música electrónica quando cheguei a Portugal”, revela.
Kaixo caracteriza o sua música como “reivindicativa e interventiva”, mas também com “um valor emocional”.

“O marco é mais social que político. É uma crítica social à sociedade em que vivemos em todo o mundo”, diz ainda. E continua: “o que reclamo é a necessidade que as temos de despertar”, continua o cantor.
Com seis álbuns já editados, do seu mais recente trabalho conta-se a trilogia ‘#NewPunk Riots’ que traduz a sua visão dentro daquilo que define como Newpunk. O primeiro capítulo desta mixtape, ‘The Black Bloc’ foi apresentado no dia 7 deste mês e constitui-se como um claro tributo ao bloco de resistência activa que tem sido a face mais visível da luta das ruas nos últimos anos 30. “É uma coisa que queria fazer para descobrir todos os meus mundos, o meu imaginário. Achei que fazer esta trilogia era importante para apresentar todas as facetas da minha música, onde retrato a minha nostalgia, a relação comigo mesmo e com o mundo”, explica o artista.

O que encontramos nos sete temas que compõem a primeira parte desta trilogia são colaborações de nomes como Royce Rolo ou Iaghost na produção, e ainda KilomB e Enry.K, um dos produtores mais importantes de Espanha, além de Dano, membro do colectivo de Ziontifik.

O artista galego também editou o visual deste ‘Black Bloc’. Nele podemos encontrar vídeos de férias do seu avô em Berlim nos anos 90 e do Natal com o seu irmão como protagonista, juntamente com uma série imagens na montanha de ‘O Galiñero’, queimada em 2017 nos incêndios fatídicos que destruíram a Galiza.
Toda uma jornada visual que nos permite mergulhar no imaginário enigmático, oculto e figurativo de Kaixo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.