Correio do Minho

Braga, terça-feira

Mais 80 momentos de animação nos quatro dias de feira medieval em Viana do Castelo
IPCA é uma referência e foi escolha para 1500 novos estudantes

Mais 80 momentos de animação nos quatro dias de feira medieval em Viana do Castelo

Atrelado de camião destruido pelo fogo

Alto Minho

2018-06-12 às 10h14

Redacção

A partir de sexta-feira e até segunda-feira Viana do Castelo acolhe a 11.ª edição da feira medieval. Vinte e nove associações vão fazer a festa ao longo de 14 ruas do centro histórico.

Mais de 80 momentos culturais, envolvendo 29 associações, vão garantir, entre sexta e segunda-feira, a animação da feira medieval de Viana do Castelo, que se estende por 14 ruas do centro histórico.
Segundo adiantou ontem à agência Lusa o director artístico da companhia Teatro do Noroeste - CDV, responsável pela coordenação da animação e produção daquele evento, Ricardo Simões, o programa preparado para a 11.ª edição será assegurando por 29 associações e colectividades do concelho e de fora do concelho, entre grupos amadores e profissionais.
Entre elas, Ricardo Simões destacou a participação de 40 elementos das três oficinas de teatro promovidas pelo Teatro do Noroeste - CDV: a ativasénior, ativajúnior e Enquanto Navegávamos, esta última composta por ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC).

As três oficinais vão promover quatro números de animação ao longo da feira, bem como nas sessões de abertura e encerramento. As comemorações dos 760 anos da atribuição da Carta de Foral a Viana da Foz do Lima, pelo rei Afonso III, em 1258, será um dos pontos altos da animação do certame.
A 11.ª feira medieval de Viana do Castelo vai ocupar 14 ruas do centro histórico de Viana do Castelo e ainda o jardim público da cidade. Ao todo são 190 os expositores de todo o país e da Galiza.
De Viana do Castelo participam 80 artesãos e artífices, vindo os restantes 110 de várias localidades do país e da vizinha Galiza. Participam ainda 18 lojistas da cidade.
De acordo com dados anteriormente fornecidos à agência Lusa pela VianaFestas, entidade que organiza as festas da capital do Alto Minho, este ano o evento regista um aumento do número de inscrições de artesãos de Viana do Castelo, 80, contra as 61 contabilizadas em 2017.

Este ano, temos necessidade de prolongar a feira no jardim público, com cerca de 350 metros de extensão, devido à abertura de inúmeros estabelecimentos comerciais nas ruas onde o evento se realiza, justificou a VianaFestas, acrescentando que os artesãos preferem tendas com maior profundidade, impossibilitando a sua instalação nas ruas estreitas do centro histórico.
O número de artesãos provenientes de outras regiões do país caiu de 142, em 2017, para 110, em 2018. A redução, segundo a VianaFestas, prende-se com a realização, no mesmo período, da feira medieval de Barcelos, município vizinho do distrito de Braga.
No total, em 2017, a feira medieval de Viana do Castelo contou com a participação de 203 artesãos.
O espectáculo de abertura acontece na sexta-feira, pelas 22 horas, na Praça da República, com animação do Teatro do Noroeste - Centro Dramático de Viana, sendo que o Cortejo do Séquito Real vai contar com diversas actuações.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.