Correio do Minho

Braga, terça-feira

Mais de 300 canoístas disputam ‘nacional’ em Ponte de Lima
Escola Básica de Ribeirão vai ser remodelada

Mais de 300 canoístas disputam ‘nacional’ em Ponte de Lima

Câmara de Famalicão investiu cerca de 400 mil euros em manuais escolares para 6500 alunos

Desporto

2018-06-13 às 06h00

Redacção

Sábado e Domingo mais de trinta clubes, representados por cerca de três centenas de canoístas, vão disputar em Ponte de Lima o campeonato nacional de maratonas de canoagem.

Ponte de Lima volta a acolher, no próximo fim de semana, o Campeonato Nacional de Maratona de Canoagem. Sábado e domingo, são esperados em competição mais de três centenas de atletas, pertencentes a mais de trinta clubes náuticos.
Sábado, decorrem as provas de K1 e C1. No domingo, haverá provas de embarcações K2 e C2.
Estas competições, onde serão conhecidos os novos campeões nacionais da especialidade, estão abertas a canoístas das categorias sénior, júnior e veterano.
As provas, que vão ser disputadas no segmento do rio compreendido entre as pontes medieval e N.ª Sr.ª da Guia, vão ser organizadas pela Federação Portuguesa de Canoagem, em parceria com o Município e o Clube Náutico de Ponte de Lima (CNPL), colectividade esta que é detentora do título nacional colectivo, enquanto muitos dos seus atletas, entre os quais Joana Marinho Sousa e Duarte Lacerda, que vão competir “em casa” vão procurar revalidar o títulos individuais

Segundo João Carlos Brandão Gonçalves, presidente do CNPL, há “razões mais que suficientes para que muito público possa acompanhar a maior competição nacional de maratona.
Desde a zona da portagem, onde os atletas passam em terra carregando as suas embarcações, às duas margens do rio, ou a partir das pontes, de onde também pode ser acompanhada grande parte do percurso.”
O Município de Ponte de Lima celebrou com com o Clube Náutico (CNPL), um protocolo no sentido de apoiar financeiramente a realização do Campeonato que traz ao Rio Lima os melhores especialistas nacionais de maratona, refere a autarquia, em comunicado, explicando que na base deste protocolo e subjacente apoio financeiro por parte do Município, está o objectivo de promover nacional e internacionalmente o CNPL, a vila de Ponte de Lima, e respectivos, equipamentos, infraestruturas e recursos hídricos associados à prática da modalidade, que nos últimos anos tem vindo a ser alvo de investimentos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.