Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Mais de mil crianças fafenses reuniram-se para receber o Pai Natal
Endiabrado Henry marca quatro na goleada sobre o CD Mafra

Mais de mil crianças fafenses reuniram-se para receber o Pai Natal

Guerreiras do Minho dão passo gigante para o título em Lisboa

Vale do Ave

2018-12-06 às 12h00

Redacção

PROGRAMA ‘Fafe cidade Natal 2018’ reuniu, ontem, mais de mil crianças na Praça 25 de Abril. Para este ano, a iniciativa tem um programa especial inspirado no imaginário infantil.

Mais de mil crianças receberam, ontem, o pai Natal, na Praça 25 de Abril. A iniciativa inseriu-se no âmbito da programação da ‘Fafe Cidade Natal 2018’.
As crianças reuniram-se na Casa o Pai Natal, onde o ‘velhinho’ do Natal distribuiu beijos, abraços, entregou presentes e deixou-se fotografar.
Os mais pequenos distribuíram balões e gorros de Natal, num ambiente animado com música, e carrossel.
O vereador da Cultura e Educação, Pompeu Martins, mostrou-se satisfeito com a iniciativa que reuniu mais de mil crianças no centro da cidade.
“Este é um dia muito feliz. Fafe é, como todos sabemos, uma cidade educadora e esta é uma forma provar isso, ao chamar as crianças, professores e toda a comunidade educativa ao centro da cidade e envolvê-los nas tradições e costumes, neste caso, da época natalícia”.
O vereador destacou que a programação de Natal deste ano é voltada especialmente para o imaginário infantil,
“Este é um ano muito especial no que toca a programação da Fafe Cidade Natal 2018, na qual destacamos a programação variada no mercado de Natal que, ao longo da semana, a partir do dia 19, vai ter, para as crianças, ateliês de pintura, desenho, música, teatro, literatura, cinema e dança.
É uma programação baseada no imaginário do ‘Quebra Nozes’, com o filme de animação e ainda um espectáculo no Teatro Cinema que encerra o Natal, com bailarinos da Escola de Bailado de Fafe e da Companhia Nacional de Bailado”.
Pompeu Martins aproveitou a ocasião para destacar a importância do envolvimento das crianças nas actividades.
“Estamos particularmente felizes com estas comemorações natalícias voltadas para o imaginário infantil, porque acabam por habituar as crianças a vir as festas de Natal, participando e envolvendo-se nas actividades, numa altura em que se falta tanto do isolamento, da demasiada tecnologia. Procuramos que se mantenha em toda a época um convívio saudável e participado entre centenas de crianças”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.