Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Marcelo Rebelo de Sousa recebe e ‘oferece’ prémio Fernández Latorre à Comunidade Vida e Paz
Mil a correr pelos direitos humanos

Marcelo Rebelo de Sousa recebe e ‘oferece’ prémio Fernández Latorre à Comunidade Vida e Paz

Gerações lança campanha solidária para apoiar associações concelhias

Nacional

2018-10-30 às 21h46

Redacção

Presidente da República portuguesa foi galardoado com prémio atribuído em memória do fundador do jornal A Voz da Galiza, no valor de 10 mil euros, que vai entregar à Comunidade Vida e Paz.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que vai entregar o prémio Fernández Latorre, atribuído em memória do fundador do jornal A Voz da Galiza, num valor de 10 mil euros, à Comunidade Vida e Paz. Durante a cerimónia de entrega do prémio, na Corunha, Espanha, o chefe de Estado explicou que decidiu dar o valor que lhe foi atribuído à Comunidade Vida e Paz, associação que luta pela integração de pessoas sem-abrigo, porque é uma causa que lhe é “muito cara”.

“Tem inspiração cristã [associação], mas trabalho com espírito aberto e ecuménico na alimentação, na saúde, na saúde mental, na habitação e na inclusão social. Estou certo de que Fernández Latorre compreenderia como a liberdade, a democracia e a paz social exigem um mundo mais justo e fraternal que, centenas de jovens, constroem todos os dias apoiando os sem-abrigo deste tempo”, disse.
Marcelo Rebelo de Sousa considerou uma “honra” receber este prémio porque Fernández Latorre foi uma “personalidade singular, militar, dirigente partidário, governante regional, activista e idealista” que lutou por “mais direitos fundamentais, mais justiça social e mais abertura à mudança e ao futuro”.

Na página oficial da Comunidade Vida e Paz lê-se que a sua missão é “acolher pessoas em condição de sem-abrigo ou em situação de vulnerabilidade social, ajudando-as a recuperar a sua dignidade e a (re)construir o seu projecto de vida, através de uma acção integrada de prevenção, reabilitação e reinserção”.
O prémio foi entregue ao Presidente da República portuguesa pelo rei de Espanha, Felipe VI.

A distinção de Marcelo Rebelo de Sousa, na 60.ª edição deste prémio, “foi concedida em reconhecimento do seu contributo para a promoção das relações bilaterais entre Espanha e Portugal” e decidida por unanimidade pelo Conselho de Curadores do galardão, que tem um valor de 10 mil euros.
Na sua decisão, o júri considerou que personalidades como o chefe de Estado português fizeram com que as relações transfronteiriças entre Espanha e Portugal sejam agora “um modelo de coesão” para a União Europeia.
Marcelo Rebelo de Sousa é descrito como “um incansável promotor” das relações bilaterais ibéricas, desde os seus tempos de comentador televisivo.
O Presidente da República deslocou-se a Madrid numa curta visita oficial logo oito dias após ter tomado posse, em Março de 2016.
Em Abril deste ano, realizou uma visita de Estado de três dias a Espanha, durante a qual esteve em Madrid e em Salamanca, com o rei Felipe VI.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.