Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Miguel Costa Gomes colocado em liberdade
APD/Braga recebe equipa de Lisboa no pavilhão de Ferreiros

Miguel Costa Gomes colocado em liberdade

Escola de Engenharia da UMinho reestrutura oferta formativa

Miguel Costa Gomes colocado em liberdade

Casos do Dia

2019-10-09 às 22h10

Redacção Redacção

Em prisão domiciliária desde o passado dia 3 de Junho, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos ficou hoje sem pulseira electrónica.

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, que estava em prisão domiciliária no âmbito da Operação Teia, foi “colocado em liberdade”, disse à Lusa um dos advogados do autarca.
Segundo Nuno Cerejeira Namora, funcionários judiciais foram, esta tarde, à casa de Costa Gomes e “retiraram-lhe a pulseira electrónica”.
Miguel Costa Gomes estava em prisão domiciliária desde 3 de Junho, indiciado dos crimes de corrupção passiva e de prevaricação, no âmbito da operação Teia.
Em Setembro, um juiz de instrução criminal decidiu manter estas medidas de coacção.
No entanto, a defesa de Costa Gomes tinha interposto recurso para o Tribunal da Relação do Porto, que hoje o “restituiu à liberdade”.

Na operação Teia, e além de Costa Gomes, são ainda arguidos o entretanto demissionário presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, e a mulher, a empresária Manuela Couto.
O outro arguido é o ex-presidente do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto Laranja Pontes, que entretanto se reformou.
O processo está relacionado com alegados favorecimentos às empresas de Manuela Couto por parte do Município de Barcelos e do IPO/Porto, a troco de favores políticos conseguidos por Joaquim Couto.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.