Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Milhares de bracarenses caminharam pela inclusão
Festas da Cidade e Gualterianas programadas com contributos de vimaranenses

Milhares de bracarenses caminharam pela inclusão

Jardim de Infância de Âncora em obras

Braga

2019-05-19 às 06h00

Isabel Vilhena

Noite mágica iluminou a cidade com a luz dos pirilampos num apelo à inclusão das pessoas com deficiência. Os bracarenses voltaram a mostrar o seu lado mais solidário juntando-se à Caminhada Mágica 2019.

Milhares de bracarenses iluminaram, ontem à noite, a cidade com a luz ‘mágica’ dos pirilalampos.
A Caminhada Mágica voltou a sensibilizar os bracarenses para a causa da inclusão das pessoas com deficiência intelectual, marcando também o arranque da campanha do Pirilampo Mágico 2019 que decorrerá até ao próximo dia 9 de Junho.
A presidente da CERCI Braga, Vera Vaz, salienta a importância deste “momento de união e celebração” que conta com “a colaboração de várias organizações que nos têm apoiado ao longo destes anos”.
Tendo como objectivo principal a promoção da inclusão das pessoas com deficiência intelectual, Vera Vaz realça que esta iniciativa é “também uma forma de reconhecimento e valorização das actividades que vamos dinamizando ao longo do ano”.

O vice-presidente da Câmara de Braga, Firmino Marques, não faltou à caminhada como sinal inequívoco do apoio do município de Braga a esta causa da deficiência, deixando um apelo ao tecido empresarial de Braga no sentido de apoiar o projecto de construção das residências autónomas para pessoas portadoras de deficiência intelectual.
Cristina Barroso e a sobrinha Alexandra Gonçalves costumam participar na caminhada, onde não faltou a cadela que vestia uma t-shirt da Caminhada Mágica. “É importante incutir nas crianças essa responsabilidade e o gosto de participar em causas sociais e, neste caso concreto apoiar as pessoas com deficiência”.
De realçar que este ano o Pirilampo Mágico é ainda mais solidário. Por cada pirilampo vendido, reverte um cêntimo para a reconstrução das cidades afectadas pelas cheias de Moçambique.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.