Correio do Minho

Braga, terça-feira

Montalegre aposta na qualificação e incremento do fumeiro da região
Altice Forum Braga recebe primeira convenção de dança em Portugal

Montalegre aposta na qualificação e incremento do fumeiro da região

Reitor da UMinho alerta para cenário de crise no ensino superior

Cávado

2019-01-22 às 11h37

Redacção

Projecto no valor de 500 mil euros, lançado há dois anos pela Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã, envolve duas centenas de produtores locais e está já a dar frutos.

O Município de Montalegre está a apostar na fileira do fumeiro através da implementação de um projecto de 500 mil euros para qualificar os produtores e incrementar a comercialização.
A Feira do Fumeiro, que decorre entre quinta-feira e domingo, é “a montra” do trabalho que é desenvolvido ao longo do ano no concelho.
“O êxito futuro da feira passa sempre pela qualificação, pelo empenho que os produtores têm naquilo que fazem e pelos afectos que dedicam à actividade”, afirma Orlando Alves.

Foi precisamente para valorizar a actividade e qualificar os produtores que foi lançado o projecto ‘Fumeiro de Montalegre – Cooperar para competir e desenvolver’, pela Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã, que dispõe de um financiamento de 500 mil euros e é comparticipado em 85% por fundos comunitários.
É um projecto que está no segundo ano de implementação, que envolve os 200 produtores do concelho inscritos na actividade e que, de acordo com o autarca, “já está claramente a dar resultados”.
“Estamos numa ligação constante aos produtores, sensibilizando-os para os cuidados que têm que ter na produção e para a preparação dos mesmos para a fase mais difícil, porventura, que é a da comercialização”, frisou o autarca.

O projecto inclui o desenvolvimento de um “plano estratégico âncora” de promoção da competitividade do sector, pretende estimular a competição dos agentes económicos da fileira e a adopção de boas práticas e novos métodos nos processos de fabrico do fumeiro.
Tem ainda como objectivo rejuvenescer a fileira do fumeiro de Montalegre através da atracção de jovens e promover estes produtos a nível nacional.
Orlando Alves afirmou que há cada vez mais produtores que se dedicam ao fumeiro como actividade principal.
Em Montalegre, ultimam-se preparativos para a 28.ª edição da Feira do Fumeiro que conta com a participação de cerca de 70 produtores e onde estarão à venda 50 toneladas de fumeiro, desde alheiras, chouriças, sangueiras, bucheiras, farinheiras ou salpicões e presunto.

Orlando Alves salientou que o certame “mexe com toda a economia local” e representa uma oportunidade de negócio para os produtores, comércio, restauração e hotelaria.
De acordo com o autarca, o volume de negócios no recinto e o movimento gerado na restauração, comércio e hotelaria ao longo dos quatro dias ascendem “aos 2,5 a três milhões de euros”.
“Esta é também uma oportunidade de mostrar toda a região ao país”, sublinhou.
E é, de acordo com Orlando Alves, “a aposta na qualidade dos produtos que explica a longevidade da feira” que já é conhecida como a “rainha do fumeiro”.
A inauguração da Feira do Fumeiro de Montalegre, agendada para esta quinta-feira, deverá ser feita pelos secretários de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, e Valorização do Interior, João Catarino.
No dia seguinte está prevista a passagem pelo certame de Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo.

Deixa o teu comentário

Últimas Cávado

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.